A emissão de vistos americanos disparou de forma exponencial ao longo do ano passado, conforme os Estados Unidos abriam suas fronteiras e liberavam os serviços consulares. Enquanto em janeiro de 2021 haviam sido autorizados apenas 995 vistos para brasileiros, esse número explodiu para 50.794 em dezembro, de acordo com um levantamento realizado pela AG Immigration a partir de dados públicos do Departamento de Estado. O crescimento foi de 5.004% no período.

“Houve uma demanda bastante represada durante praticamente o ano todo, em razão das restrições adotadas pelos Estados Unidos para conter a expansão da Covid-19 no país, o que incluiu barrar a entrada de viajantes internacionais”, explica o advogado especializado em imigração e sócio-fundador da AG Immigration, Felipe Alexandre. “Com a queda nos casos de Covid-19 nos EUA, tudo indica que a situação continuará normalizada e não estão previstas novas interrupções nos serviços dos consulados ou das autoridades imigratórias americanas. No entanto, essa é uma preocupação constante do governo”, complementa o especialista.

+ Saiba Mais: Premium processing: a via mais rápida para a emissão do seu visto

No Brasil, os consulados ficaram fechados ou com grande parte de seus serviços suspensos durante quase o ano todo. A normalização das atividades aconteceu apenas na segunda semana de novembro, criando uma corrida pelos vistos e uma liberação em massa de pedidos que estavam aguardando análise. Não à toa, os vistos concedidos nos dois últimos meses de 2021 representam 71,83% dos 113.123 documentos expedidos no ano inteiro.

Visto de turista: o mais popular entre os brasileiros em 2021

Os vistos não-imigrantes, ou seja, aqueles que não concedem a residência permanente (green card), permitindo que o portador fique apenas por alguns meses ou poucos anos no país, são a maioria das autorizações de entrada dadas aos brasileiros, com 108.635 emissões (ou 96,03% do total).

O mais popular é o visto de turismo e negócios (B1/B2), com 71.661 emissões (63,34%). Curiosamente, pouco mais de 67 mil desses vistos foram deferidos somente em novembro e dezembro, após a reabertura das fronteiras. Em janeiro, por exemplo, foram apenas 82.

Outros vistos bastante emitidos para brasileiros em 2021 foram o F-1 (9.949) e o J-1 (6.667), destinados a estudo e intercâmbio nos EUA. Também completam o ranking o L-2 (3.528) e o L-1 (2.770): enquanto este é destinado para executivos brasileiros que se transferem para filiais localizadas na América do Norte, o primeiro é destinado para seus cônjuges e filhos.

Vistos migratórios mais emitidos para os brasileiros em 2021

De acordo com a legislação americana, um visto de imigrante é aquele emitido para um estrangeiro que pretende viver e trabalhar permanentemente nos Estados Unidos. Por isso, é concedido junto com o green card.

Na maioria dos casos, trata-se de vistos patrocinados por parentes que já são cidadãos americanos ou, então, por empregadores do país em busca de mão de obra estrangeira (os vistos EB). Algumas destas categorias, porém, como aquelas destinadas a trabalhadores com habilidades extraordinárias, investidores e certos imigrantes especiais, podem conceder o visto sem a necessidade de que o aplicante tenha um fiador.

No entanto, é importante destacar, que os números do Departamento de Estado não levam em conta as emissões de vistos EB. Esse balanço é feito separadamente pelo Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos, que apontou crescimento de 18,1% na expedição destes vistos para brasileiros em 2021.

No Brasil, 56,95% dos vistos de imigração emitidos em 2021 foram do tipo familiar – os vistos IR. Foram 1.100 vistos IR-1, categoria destinada a cônjuges de cidadãos americanos (brasileiros que de alguma maneira se naturalizaram); 903 vistos IR-5, para pais de cidadãos dos EUA; e 553 IR-2, voltado para os filhos de pessoas que têm a cidadania americana.

“Os números demonstram um pouco da dinâmica da imigração brasileira para os Estados Unidos: a pessoa muitas vezes vai sozinha e, assim que tem a oportunidade, leva o restante da família para morar junto com ela no país”, comenta o fundador da AG Immigration.

+ Saiba Mais: Brasil é o terceiro país que mais viola tempo de permanência nos EUA

Também aparece entre os vistos imigratórios mais dados a brasileiros em 2021, o FX. Com 338 emissões, eles são similares aos vistos IR, mas em vez de parentes de cidadãos americanos, são expedidos a familiares de residentes permanentes. A residência permanente, que é quando o indivíduo estrangeiro já tem o green card, é o passo anterior à cidadania.

Por fim, também se destaca o E-2, emitido para nações que integram um tratado comercial específico com os Estados Unidos. Com o visto, essas pessoas podem empreender e investir em solo americano e obter o green card. Ainda que o Brasil não faça parte desse acordo comercial, é comum que brasileiros com dupla cidadania (japonesa, taiwanesa ou europeia, por exemplo) solicitem o visto.

Vistos de imigrantes mais concedidos a brasileiros em 2021

Total de emissão em 2021: 4.488, considerando todas as categorias de vistos. Fonte: Levantamento da AG Immigration junto ao Departamento de Estado dos EUA

 Total de emissão em 2021: 108.635, considerando todas as categorias de vistos. Fonte: Levantamento da AG Immigration junto ao Departamento de Estado dos EUA


Quer morar, estudar ou trabalhar nos Estados Unidos e não sabe qual visto é o mais indicado para você? Preencha nosso formulário e solicite uma avaliação gratuita sobre o seu perfil imigratório