Dúvidas
Frequentes

A AG Immigration é o caminho mais rápido e seguro para o seu green card. Auxiliamos nossos clientes com seus processos de vistos e green card para os Estados Unidos, e também buscamos conscientizar cada vez mais pessoas sobre as muitas vantagens de morar e trabalhar no país que oferece as melhores oportunidades profissionais e pessoais em todo o mundo.

E para esclarecer suas principais dúvidas, separamos uma lista de perguntas mais frequentes sobre os serviços oferecidos pela AG e como realizar o seu sonho americano. Confira abaixo:

1 - COMO A AG PODE AJUDAR COM SEU VISTO E GREEN CARD?

A AG Immigration é um dos principais escritórios de imigração dos EUA. Oferecemos serviços de aconselhamento e assistência jurídica em processos de vistos de imigração (green cards) ou vistos temporários para os Estados Unidos. Dispomos de uma equipe altamente qualificada formada por advogados renomados e profissionais com vasto conhecimento sobre as complexas leis de imigração dos EUA, Conheça os serviços oferecidos pela AG clicando AQUI

2 - ONDE ESTÁ LOCALIZADA A AG IMMIGRATION?

A sede da AG está localizada em Irvine, na Califórnia, mas temos filiais em diversas cidades americanas, incluindo Los Angeles, Orlando, Miami, Tampa, Las Vegas e Washington, além de nossos representantes no Brasil.

    3 - COMO FUNCIONA A AVALIAÇÃO GRATUITA DA AG PARA O GREEN CARD?

    Muitos profissionais estrangeiros nem desconfiam que se qualificam para receber um green card e se tornarem residentes permanentes legais nos EUA. Foi pensando em conscientizar estas pessoas que o departamento jurídico da AG decidiu oferecer uma avaliação gratuita de perfil e possibilidades imigratórias. Para isso basta preencher nosso formulário. É rápido e gratuito. Preencha o formulário clicando AQUI

      4 - QUAIS PROFISSIONAIS FAZEM PARTE DA EQUIPE AG?

      Dispomos de advogados altamente qualificados, experientes, e que estão autorizados a exercer a prática legal de imigração em todo o território americano. Nossos advogados desenvolvem uma estratégia jurídica personalizada para cada cliente, e nossas petições são minuciosamente preparadas dentro dos rigorosos padrões exigidos pelo USCIS.

      A equipe jurídica da AG é liderada pelo Dr. Felipe Alexandre, um renomado advogado brasileiro/americano que é referência na área de direito imigratório nos EUA, e que há vários anos figura na lista do American Institute of Legal Counsel como um dos 10 melhores advogados de imigração do Estado de Nova Iorque.

      Além do time jurídico, a AG possui uma equipe operacional formada por profissionais com experiência comprovada, incluindo ex-funcionários do governo americano. Para conhecer toda a equipe AG Immigration, clique AQUI

       

        5 - A AG AUXILIA COM CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS OU FORNECE SERVIÇOS DE EMPREGOS NOS EUA?

        Não. A AG não é uma agência de emprego ou anuncia vagas de trabalho nos Estados Unidos. Nosso trabalho é fornecer aconselhamento e assistência jurídica para processos de vistos, green card e imigração para os Estados Unidos.

            6 - QUANTO CUSTA UM PROCESSO DE IMIGRAÇÃO (GREEN CARD) PARA OS EUA?

            Os custos e valores envolvidos vão depender muito da via imigratória um candidato a visto de imigrante (green card) se qualifica. Recomendamos que preencha a avaliação gratuita de perfil e possibilidades imigratórias oferecida pelo departamento jurídico da AG para que possamos verificar qual seria o melhor caminho imigratório em seu caso, e indicarmos os valores necessários.  Para isso basta preencher nosso formulário. Para isso, clique  AQUI

              7 - QUE PROFISSÕES ESTÃO EM FALTA NOS EUA E COMO VOCÊ PODE CONTRIBUIR?

              Atualmente existem centenas de profissões que estão em falta nos Estados Unidos, tanto em quantidade quanto em qualidade. Isso acontece porque nos últimos 10 anos o mercado de trabalho americano criou mais empregos do que haviam pessoas disponíveis ou qualificadas para preenche-los. E para contornar esse problema e atender a demanda do mercado, O país precisa contar com a mão-de-obra e o talento de profissionais estrangeiros.

              Entre as profissões mais em falta no momento podemos destacar os profissionais de saúde. Estamos falando de médicos (praticamente todas as especialidades), dentistas, enfermeiros e fisioterapeutas.

              Profissionais de TI vem em seguida. Especialmente com o avanço cada vez maior das tecnologias de ponta, telefonia celular e outras ferramentas de comunicação on-line. Desenvolvedores de programas, analistas de sistemas e muitas outras áreas de tecnologia podem encontrar ótimas oportunidades no país.

              Engenheiros também estão em falta nos EUA, em todas as suas especialidades, desde a área de construção civil até o segmento de óleo e gás.

              Pilotos de aviação também estão em falta. Isso acontece basicamente por dois motivos: 1) existem muitos pilotos americanos se aposentando. 2) Uma grande quantidade de pilotos americanos mudou-se para trabalhar nas grandes companhias aéreas localizadas na Ásia e no Oriente Médio.

              Outras profissões com escassez de profissionais nos EUA incluem advogados de determinadas áreas jurídicas, profissionais de educação, arquitetos e muitas outras funções que exigem conhecimento técnico e experiência.

              Também é importante mencionar que empresários são sempre muito bem-vindos nos Estados Unidos, uma vez que movimentam a economia e geram empregos. Um empresário que consiga demonstrar um bom histórico profissional e um excelente plano de negócios para os EUA terá grandes possibilidades de obter um green card.

              Saiba mais sobre as profissões que estão em falta nos EUA e como você pode contribuir acessando nossa página: AG PROFISSÕES

               

                8 - Como faço para morar nos Estados Unidos?

                Para cidadãos estrangeiros residirem permanentemente nos EUA é preciso obter um green card junto as autoridades americanas de imigração. Para saber mais sobre green cards e vistos de imigrantes, acesse a página especial da AG clicando AQUI.

                    9 - O que são e para que servem os vistos americanos?

                    Vistos são documentos afixados nos passaportes de cidadãos estrangeiros que solicitam entrada nos Estados Unidos. Existem centenas de vistos americanos divididos em 2 categorias: imigrantes e não-imigrantes. Os vistos são concedidos de acordo com o intuito do viajante nos EUA.  Clique AQUI para saber mais!

                        10 - Quais são os vistos americanos mais conhecidos e solicitados?

                        O visto B1/B2 é o mais solicitado em todo o mundo. Ele permite viagens aos EUA para o propósito de turismo, negócios e consultas médicas.

                        Outros vistos americanos muito populares são o F1 e o J1, para estudo ou intercâmbio nos EUA.

                        Entre os mais solicitados também estão os vistos de trabalho temporário, incluindo H1-B, H-3, L-1, P-1, O-1, entre outros.

                        Entre os principais vistos de imigrantes estão os green cards concedidos para parentes diretos ou cônjuges de cidadãos americanos. O green card também pode ser transmitido atravé de um processo imigratório com base em fatores como carreira, emprego ou investimento de estrangeiros nos EUA. São os chamados vistos “EB” – Employment-Based (EB-1, EB-2 NIW, EB-3, EB-5, etc.) que tem se tornado cada vez mais populares e prestigiados para atrair novos imigrantes para o país.

                        Quer saber mais sobre os diferentes tipos de vistos americanos? Clique AQUI

                              11 - Onde eu encontro a lista completa dos vistos americanos?

                              Confira a lista completa dos vistos americanos, tanto para imigrar quanto para viagens temporárias, clicando AQUI. A AG também possui uma página especial sobre os tipos de vistos para os EUA. Confira acessando: https://agimmigration.law/servicos/

                                    12 - Qual a diferença entre um visto de imigrante e um green card?

                                    O visto americano é sempre concedido fora dos Estados Unidos, em uma Embaixada ou Consulado americano, e mediante entrevista com um oficial consular onde o pedido de visto é avaliado. Quando uma pessoa já tem um pedido de imigração aprovado pelas autoridades americanas antes de ingressar nos EUA, ela recebe um visto de imigrante em seu passaporte, que tem como finalidade permitir sua entrada. Uma vez já dentro dos EUA o portador de visto de imigrante deverá aguardar a emissão e entrega de seu green card, quando então se tornará oficialmente um residente permanente legal no país. Saiba mais AQUI.

                                        13 - Quais os direitos e obrigações de um portador de green card?

                                        Um portador de green card possui todos os direitos de um cidadão americano, exceto por não poder votar nas eleições e também ser inelegível a determinados cargos públicos. Como um residente permanente legal o portador de green card tem acesso a educação e saúde básica publica, descontos para a realização de diversas atividades acadêmicas e muitas outras vantagens.

                                        Por outro lado, o portador de green card tem obrigações importantes, como pagar os impostos em dia e manter uma boa conduta criminal e moral. Além disso, é preciso ter cuidado para não utilizar o green card como se fosse um visto de turismo, apenas para visitar ou passar poucos meses do ano nos EUA. Se os oficiais de imigração considerarem que um residente permanente está passando mais tempo em outro país o green card pode ser automaticamente cancelado e o direito a residência revogado. Se um residente permanente precisar se ausentar dos EUA por mais de seis meses, poderá solicitar um “Reentry Permit” junto as autoridades americanas responsáveis. Saiba mais lendo matéria especial no blog da AG.

                                            14 - Quais são as autoridades americanas responsáveis pelos vistos, green card e imigração nos Estados Unidos.

                                            O órgão americano responsável por tudo que é relacionado a estes assuntos é o DHS – Department of Homeland Security. Abaixo dele estão diversas agências governamentais, como o State Department (que coordena todas as operações consulares em Embaixada e consulados americanos no exterior), o USCIS – United States Citizenship and Immigration Services – que cuida de todos os green cards, benefícios imigratórios e cidadania Americana, o CBP – Customs and Borders Protection – cuja principal função é garantir a segurança nas fronteiras e evitar a imigração ilegal e uma série de outras agências. Saiba mais AQUI

                                            15 - O que precisa para ter o visto aprovado?

                                            Depende do tipo de visto. Para vistos temporários, como turismo, negócios, estudo, etc. é avaliado se o candidato possui laços suficientemente fortes com seu país de origem que o façam voltar dos EUA apos a pretendida viagem, ao invés de permanecer ilegalmente na América. Em muitos casos estes laços são comprovados apresentando extratos bancários, declarações de imposto de renda e bens pessoais além de comprovação onde trabalham ou estudam.

                                            No caso de vistos de imigração é preciso que haja uma petição imigratória forte o suficiente para mostrar as autoridades americanas que o candidato ao green card irá beneficiar os Estados Unidos com sua presença, nos casos de vistos de imigrante com base em carreira, emprego ou investimento, e isso é normalmente comprovado com a apresentação de uma extensa documentação sobre a vida profissional, acadêmica e pessoal do candidato interessado em morar nos EUA.

                                                16 - É verdade que a maioria dos vistos é negada para brasileiros?

                                                Não é verdade. Historicamente o índice de aprovação de vistos americanos para brasileiros é alto, e o Brasil está longe de ser um país onde a maioria dos solicitantes são recusados. De acordo com dados do Departamento de Estado Americano, algo em torno de 78% a 81% dos vistos solicitados na Embaixada e consulados dos EUA no Brasil são aprovados. Durante a primeira década deste século (2001 a 2010) o índice de aprovação chegou a bater 88% de aprovações para os mais diversos vistos americanos solicitados.

                                                Saiba mais sobre outros mitos sobre vistos e green cards para os EUA acessando matéria especial em nosso blog clicando AQUI.

                                                    17 - QUAL O TEMPO NECESSÁRIO PARA A APROVAÇÃ DE UM GREEN CARD?

                                                    O tempo sempre pode variar de acordo com uma série de fatores, que podem incluir um grande backlog no Serviço de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS), requisições de evidencias adicionais para as autoridades americanas e também da forma escolhida para dar entrada em uma petição: processo consular ou ajuste de status. Entretanto, a estimativa média é de 9 a 13 meses até que todo um processo para o green card tenha sido analisado e aprovado, desde a apresentação da petição imigratória ao NVC (National Visa Center) até a aprovação final.

                                                    18 - COMO POSSO OBTER A CIDADANIA NORTE-AMERICANA?
                                                    Residentes permanente legais (portadores de green card) nos Estados Unidos podem solicitar a cidadania americana desde que consigam provar que moram há pelo menos 5 anos legalmente no país. O processo de cidadania também é feito com o USCIS, e ao final do mesmo o novo cidadão americano recebe seu primeiro passaporte dos EUA.
                                                    19 - QUAL A DIFERENÇA ENTRE PROCESSO CONSULAR E AJUSTE DE STATUS?
                                                    Um processo consular é a forma mais frequente para solicitar vistos de imigração para os EUA, e sua entrevista final com um oficial consular americano acontece obrigatoriamente em uma Embaixada ou Consulado americano no exterior. Durante todo o tempo em que estiver aguardando o resultado de seu processo, o solicitante ao benefício imigratório deve continuar residindo em seu país. Dependendo de uma série de fatores, podem ser necessários 9 a 12 meses até que o solicitante comparece para sua entrevista de aprovação do visto de imigrante.

                                                    Um ajuste de status acontece quando alguém já se encontra nos EUA com um determinado tipo de visto e agora deseja alterar seus status no país para alguma das categorias imigratórias disponibilizadas pelo USCIS. Em geral, o ajuste de status é processado em um tempo menor do que em um processo consular, algo em torno de 4 a 10 meses, porem quem escolher a opção do ajuste precisa ter em mente que existem diversas restrições que devem ser respeitadas, principalmente em relação trabalhar ou estudar nos EUA e na utilização de benefícios públicos de saúde e educação.

                                                    20 - O QUE É MELHOR? PROCESSO CONSULAR OU AJUSTE DE STATUS?
                                                    Esta é uma resposta muito pessoal. As duas formas são legais desde que seus respectivos processos sejam feitos adequadamente e dentro da lei. Um processo consular tende a ser um pouco mais demorado do que o pedido de ajuste. Por outro lado, quem decidir precisa ter em mente que existem diversas restrições que devem ser respeitadas, principalmente em relação trabalhar ou estudar nos EUA e na utilização de benefícios públicos de saúde e educação.
                                                    21 - Como trabalhar nos Estados Unidos?

                                                    Existem vistos temporários (não-imigrantes) específicos para poder trabalhar nos EUA, como o H-1B, L-1, P-1, etc. e uma série de outras categorias que exigem a apresentação de uma petição de trabalho devidamente submetida ao USCIS por um empregador nos Estados Unidos. Para saber mais sobre vistos de trabalho temporário, clique AQUI.  Lembre-se também que os EUA oferecem diversos programas de vistos de imigrante que concedem green cards e a condição de residentes permanentes nos EUA. Saiba mais acessando AQUI

                                                    22 - O que acontece se eu tiver um filho nos EUA?
                                                    Ao nascer nos Estados Unidos, o bebê tem direito a receber a cidadania americana automaticamente. No entanto isso não concede nenhum benefício imediato ou direito para que os pais do cidadão americano recém-nascido possam morar na América. Somente apos completar 21 anos de idade o cidadão americano poderá dar entrada em processo de visto de imigrante e green card para seus pais, filhos menores, irmãos ou cônjuges.
                                                    23 - Quando posso me tornar americano?
                                                    Após 5 anos na posse do “green card” a pessoa pode se tornar cidadão americano, participando do processo de naturalização, ou continuar com o “green card”. E se a pessoa possuidora do “green card” por 3 anos for casada com um(a) cidadão(ã) americano(a), poderá fazer a naturalização.
                                                    24 - Quais as principais formas de se conseguir o Green Card?
                                                    As formas mais comuns de conseguir um green card são: ter parentesco direto (pais, filhos e irmãos) com cidadão americano, ser cônjuge de um cidadão americano, obter um visto de imigrante com base em sua carreira, oportunidade de emprego ou investimento nos EUA.  Saiba mais sobre green cards clicando AQUI
                                                    25 - Como conseguir um sponsor para trabalhar nos Estados Unidos?

                                                    Existem diversos website americanos onde são veiculadas oportunidades de emprego nos EUA. É preciso estar atento a vagas em sua área profissional e se informar sobre qual visto de trabalho específico mais se enquadra com seu caso, e também se sua profissão exige algum tipo de licença profissional ou revalidação de diploma para ser exercida.

                                                    26 - Como conseguir Green Card por investimento (EB-5)?
                                                    Desde 2018 os valores para solicitar um visto EB-5, de investimento, passaram a ser US$ 900 mil (em áreas que necessitam de mais recursos) e US$ 1,8 milhão para quem deseja investir em algum dos grandes centros comerciais do país. Além da quantia em dinheiro, é preciso que o negócio planejado gere pelo menos 10 empregos nos Estados Unidos, e que 2 anos apos a emissão do primeiro green card (condicional) o investidor possa comprovar que sua empresa está tendo lucros para so então receber o green card definitivo. Leia matéria especial sobre vistos EB-5 publicada no blog da AG clicando AQUI
                                                    27 - O que é e para que serve o Combo Card?

                                                    Combo Card, conhecido também como Advance Parole (EAD) é um documento que todo o imigrante recebe quando solicita uma mudança de status dentro dos Estados Unidos. Neste cartão você tem à autorização de trabalho + autorização de viagem.

                                                    28 - Passaporte europeu ajuda para ter um visto ou green card?

                                                    Não necessariamente. Para aplicar para um processo de visto ou green card todos os requerimentos devem ser os mesmos, independente da nacionalidade do solicitante. Entretanto, algumas nacionalidades possuem mais programas de vistos disponíveis do que outros. Italianos, por exemplo, podem solicitar o visto E-2, que permite a emissão de um visto temporário com base em investimento nos EUA. Já Portugal, por exemplo, não é um país para o qual o e-2 está disponível.

                                                    29 - É possível perder um green card?
                                                    No caso de imigrantes que cometem crimes, o Green Card pode ser cancelado se um juiz de imigração emitir uma ordem de deportação baseado em crimes graves, inclusive dirigir embriagado ou sob o efeito de drogas. “Uma ordem de deportação cancela automaticamente o Green Card. Além disso, as autoridades americanas de Alfandega e Proteção as Fronteiras (CBP) podem revogar o green card de uma pessoa caso considerem que ela esteja passando mais tempo fora do que dentro dos EUA, não constituindo assim residência de fato no país. Portadores de green card ausentes por mais 12 meses também perdem automaticamente o direito a residência permanente e ao green card.
                                                    30 - Como funciona a loteria de vistos americanos (DV)?
                                                    Trata-se de um sorteio onde os candidatos são selecionados aleatoriamente, por computador, entre as inscrições qualificadas. Após o sorteio, todos devem verificar na página da loteria na internet se foram ou não selecionados. As Embaixadas e Consulados não dispõem de informações sobre a lista de candidatos selecionados. Como se trata de um visto que busca trazer diversidade cultural para os EUA (DV – Diversity Visa), muitos países que já possuem uma quantidade grande quantidade de imigrantes na América, como o Brasil, por exemplo, não podem se candidatar. Saiba mais sobre a loteria de vistos clicando AQUI
                                                    31 - Como funciona o visto E-2?
                                                    O visto E-2 é um visto americano para investidores que permite que empreendedores cujos países fazem parte da lista de países do Tratado de Comércio com os Estados Unidos à entrar no país para realizar investimentos, estabelecendo um negócio.
                                                    32 - O que são os vistos EB – Employment-Based?
                                                    Os vistos EB (EB-1, EB-2, EB-3, EB-4 e EB-5) são categorias imigratórias que concedem o green card para moradia definitiva nos Estados Unidos através da concessão de um green card com base na carreira, oportunidade de emprego com sponsor ou atraves de investimento e geração de emprego nos EUA. Saiba mais sobre os vistos EB clicando AQUI.
                                                    33 - Como funciona o visto EB-1 – Profissionais com “habilidades extraordinárias”?
                                                    Profissionais com “habilidades extraordinárias” são aqueles que se destacam e possuem amplo reconhecimento nacional ou internacional nas artes, educação, ciências, negócios ou atletismo. Um grande diferencial do visto EB-1 é o de não exigir uma oferta de trabalho ou empregador para seu solicitante, sendo o mesmo qualificado apenas por seus méritos e trajetória profissional.
                                                    Muitos professores, pesquisadores e gerentes ou executivos de multinacionais também podem estar qualificados ao visto EB-1. Para se qualificar a um visto EB-1, o candidato precisa atender a pelo menos 3 de 10 critérios. Para se informar sobre estes critérios e saber mais sobre o visto EB-1, clique AQUI
                                                    34 - O que é e como funciona o visto EB-2 para “profissionais qualificados”?
                                                    O visto EB-2 é voltado para profissionais com carreiras bem-sucedidas e acima da média, e que forem capazes de demonstrar uma capacidade excepcional em seus segmentos profissionais e, em muitos casos, através de uma formação acadêmica superior (ao menos 1 bacharelado). Este visto permite que um estrangeiro bem qualificado receba um green card para morar e trabalhar permanentemente nos EUA, contribuindo com o desenvolvimento do mercado de trabalho e da própria economia americana. Para saber mais sobre vistos EB-2, clique AQUI.
                                                    35 - O QUE É O VISTO EB-2 NIW, DE INTERESSE NACIONAL?

                                                    Trata-se do mais “famoso” dos vistos EB-2. O NIW (National Interest Waiver) significa que a pessoa que atenda aos critérios exigidos não precisa sequer de um empregador ou oferta de trabalho nos EUA, qualificando-se para o green card apenas com base em seus méritos e trajetória profissional e/ou acadêmica para contribuir em áreas de interesse nacional onde existe uma grande escassez de mão-de-obra qualificada no país.

                                                    Muitos brasileiros se enquadram nos critérios do EB-2 NIW, principalmente engenheiros, médicos, dentistas, enfermeiros, fisioterapeutas, pilotos, profissionais de TI e uma série de outras profissões que exigem conhecimento técnico e experiência.

                                                    A qualificação para o EB-2 NIW é feita através da comprovação de reconhecimento profissional, prêmios e certificações nacionais ou internacionais e quaisquer outros documentos que demonstrem uma carreira de sucesso e/ou uma graduação, além de atender a pelo menos 3 dos 7 critérios explicados acima. Saiba mais sobre vistos EB-2 NIW clicando AQUI.

                                                    36 - COMO FUNCIONA O EB-2 POR GRAU AVANÇADO (ADVANCED DEGREE)?
                                                    Para esta categoria será necessário a presença de um empregador nos EUA e que o candidato esteja sendo contratado por possuir um grau avançado de estudo na sua área de atuação, podendo ser um mestrado, doutorado ou especialização. Além disso, o emprego ofertado deve ser relacionado a área de formação e estudos do requerente.

                                                    O empregador interessado em contar com os serviços do profissional estrangeiro deverá justificar a entrada e permanência do mesmo no país, por se tratar de um alguém cujas qualificações não existem ou não são fáceis de ser encontrar nos Estados Unidos. Saiba mais AQUI

                                                    37 - COM VISTO EB-2 A FAMÍILIA TAMBÉM PODE MORAR NOS EUA?

                                                    Sim. cônjuge e filhos solteiros menores de 21 anos do dependente principal (titular do visto) podem ser admitidos permanentemente nos Estados Unidos. Caso a família do solicitante já esteja nos Estados Unidos com um Documento de Autorização de Emprego (EAD), é permitido também que seu/sua cônjuge possa trabalhar enquanto o processo do EB-2 está sendo julgado pelas autoridades americanas. 

                                                    38 - COMO TIRAR O VISTO EB-3, PARA TRABALHADORES ESPECIALIZADOS COM SPONSOR OU OPORTUNIDADE DE TRABALHO?
                                                    O visto EB-3 é voltado para estrangeiros que possuem uma oferta de trabalho permanente de tempo integral nos EUA feita por meio de certificação laboral.

                                                    Os requerimentos para o estrangeiro dentro desta categoria podem variar de acordo com o escopo da oferta de trabalho em questão.  Para saber mais sobre quem pode se candidatar e os requisitos necessários para o visto EB-3, acesse AQUI

                                                    39 - COMO TIRAR O VISTO DE TURISMO PARA OS EUA?
                                                    O visto B1/B2 é o mais conhecido e solicitado visto americano. Sua nomenclatura engloba dois tipos de vistos que por muitos anos foram emitidos separadamente: o B1(negócios) e o B2 (turismo). Trata-se, portanto, de um visto para viajar temporariamente aos EUA, tanto para visitar o país quanto para a participação em seminários, workshops, visitas técnicas, conferências e uma série de outras atividades comerciais. Como qualquer visto temporário, o B1/B2 não concede nenhum tipo de direito a moradia ou benefício imigratório. Ele também não permite que uma pessoa tenha um emprego ou estude em tempo integral nos EUA.

                                                    De acordo com a reciprocidade atual entre Brasil e Estados Unidos, a validade máxima de um visto B1/B2 é de 10 anos, e o tempo máximo de permanência nos EUA é de 6 meses. Qualquer violação do tempo permitido é considerada uma infração grave para o governo americano, e pode resultar em uma série de penalidades ao infrator que vão desde o cancelamento do visto até a deportação e inelegibilidade permanente para entrar no país

                                                    Embora na grande maioria das vezes o visto B1/B2 seja emitido para turismo e/ou negócios, existem situações específicas onde somente o visto B1 (negócios) é emitido, como no caso de babás ou funcionários domésticos viajando a trabalho para os Estados Unidos. Para mais informações sobre vistos de turismo e negócios para os EUA, acesse AQUI

                                                    40 -COMO SER APROVADO NA ENTREVISTA PARA VISTO DE TURISMO?
                                                    Todos os solicitantes de vistos de turismo (B1/B2) precisam demonstrar durante uma entrevista com um oficial consular americano, seja em uma Embaixada ou Consulado dos EUA, que não pretendem permanecer no país após o tempo permitido, ou se aproveitarem da viagem aos Estados Unidos para exercerem atividades que não condizem com aquelas autorizadas pelas regras do B1/B2, como trabalhar ou estudar integralmente, ou ainda para se aproveitarem indevidamente de benefícios públicos americanos.

                                                    Em geral, esta demonstração é feita através da comprovação de laços financeiros, familiares e sociais que o solicitante ao visto possui, e que expliquem o porquê ele retornará a seu país após a pretendida viagem aos EUA. Entre os muitos documentos que podem ajudar nesta comprovação estão: impostos de renda, contratos sociais, certidões de imóveis, extratos bancários ou de investimentos e uma série de outros documentos que ajudem a demonstrar que o solicitante possui uma vida suficientemente estável.

                                                    No caso de viagens a negócios, é também fundamental apresentar uma carta timbrada oficial da empresa empregadora ou que estiver se responsabilizando pela viagem explicando o motivo da viagem profissional que será desempenhada pelo candidato ao visto B1/B2.

                                                    Para mais informações sobre vistos de turismo e negócios para os EUA, acesse AQUI

                                                    41 -COMO FUNCIONA O PROCESSO DE SOLICITACAO DO VISTO DE TURISMO?
                                                    Como acontece nos demais vistos temporários, o primeiro passo para dar entrada no visto B1/B2 é preencher o formulário DS-160, pagar a taxa de solicitação (atualmente no valor de US$ 160,00) e fazer seu agendamento. Todos esses procedimentos são feitos online.

                                                    Na maioria dos casos, é preciso comparecer inicialmente em um centro de atendimento ao solicitante (CASV) e posteriormente na Embaixada ou Consulado americano mais próximo de onde o solicitante reside para uma entrevista com o oficial consular. Porém, em muitos casos de renovação de visto, basta agendar somente para a entrevista.

                                                    No dia agendado para a solicitação será preciso ainda levar o passaporte válido, uma foto nos formatos 5x5cm ou 5x7cm, comprovação de pagamento da taxa consular e quaisquer outros documentos que o solicitante possua no sentido de comprovar seus laços financeiros, familiares e sociais, como explicado acima.

                                                    Para verificar todas as informações sobre os procedimentos e documentos necessários para solicitar um visto de turismo e/ou negócios (B1/B2) no Brasil, acesse o site da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília: https://br.usembassy.gov/pt/.

                                                    Para mais informações sobre vistos de turismo e negócios para os EUA, acesse AQUI

                                                    42 -COMO TIRAR UM VISTO PARA ESTUDAR NOS EUA?
                                                    Cidadãos estrangeiros interessados em estudar ou fazer intercambio nos Estados Unidos devem obter um visto específico de acordo com o proposito e regras de seu estudo na América. O governo americano possui diversos programas de incentivo ao estudo e intercâmbio de estudantes estrangeiros. Seja para fazer uma faculdade, mestrado, doutorado, ou simplesmente para realizar um au pair, summer work travel ou curso intensivo de inglês, estudar nos Estados Unidos é a certeza de ampliar seus horizontes culturais e qualificar seu currículo para futuras oportunidades profissionais.

                                                    O primeiro passo para solicitar um visto de estudo ou intercambio (F, M ou J), é se inscrever em uma instituição de ensino superior nos Estados Unidos que seja certificada pelo programa Student and Exchange Visitor Program (SEVP).

                                                    Após ser aceito pela instituição, o solicitante receberá um formulário (I-20 ou DS-2019, dependendo do curso) para apresentar junto com os demais documentos exigidos quando for tirar seu visto de estudante na Embaixada ou Consulado dos EUA mais próximo.

                                                    Como acontece com os demais vistos temporários, caberá ao oficial consular americano (cônsul) julgar as qualificações do solicitante no momento da entrevista.

                                                    Saiba mais sobre estudo e intercâmbio nos EUA clicando AQUI

                                                    43 - COMO FUNCIONA O VISTO F-1 PARA ESTUDAR NOS ESTADOS UNIDOS?

                                                    O visto F-1 é concedido para estudantes internacionais que irão fazer um curso superior integral em uma universidade norte-americana. Com esse visto, durante o primeiro ano de curso o aluno tem autorização para trabalhar dentro do campus da universidade por 20 horas semanais em todo o período letivo e 40 horas durante as férias. O aluno pode aceitar uma vaga em alguma empresa que tenha contrato com a universidade, por exemplo. Ou até mesmo trabalhar diretamente para a universidade como auxiliar de um professor ou exercer alguma função que seja relacionada a sua bolsa de estudo, fellowship ou doutorado.

                                                    Após 1 ano de curso com o visto F-1, o aluno já pode trabalhar fora do campus. No entanto, há exceções em que um aluno pode pedir autorização para trabalhar fora do campus no primeiro ano de curso, caso comprove dificuldade financeira e que tentou conseguir trabalhos dentro do campus e não foi possível. Para isso, o aluno deverá solicitar ao USCIS um work permit (autorização de trabalho). Este documento é válido durante 1 ano. Saiba mais sobre estudo e intercâmbio nos EUA clicando AQUI

                                                    44 - COMO FUNCIONA O VISTO J-1, PARA INTERCÂMBIO?

                                                    Esse visto é concedido aos estudantes internacionais que irão para os Estados Unidos para intercâmbio. Com esse visto, aquele que vai para estudar têm autorização para trabalhar, porém somente dentro do campus e em funções que sejam parte de uma bolsa de estudo, fellowship, ou como assistentes acadêmicos. Neste tipo de visto não é permitido trabalhar em empresas parceiras, somente em casos excepcionais, como alunos em dificuldades financeiras.

                                                    Saiba mais sobre estudo e intercâmbio nos EUA clicando AQUI

                                                    45 - COMO FUNCIONA O VISTO M-1, PARA ESTUDO EM CURSOS VOCACIONAIS?
                                                    O visto M-1 é para aos estudantes que irão aos Estados Unidos para cursos vocacionais, que são aqueles destinados a quem já cumpriu o ensino médio e procura conhecimentos e habilitações em áreas específicas. Embora este tipo de visto não conceda direito a trabalho, existem exceções em que o estudante pode aceitar uma vaga de trabalho que seja considerada como um treinamento prático dentro de sua área de estudo, por até seis meses depois da conclusão do curso, como um estagiário no Brasil.

                                                    Além disso, pode-se optar por um OPT (Optional Practical Training), que também é um treinamento da área que o aluno estudou e normalmente é concedido para estudantes com visto J-1. Entretanto, com autorização, ele também pode ser utilizado por quem tem visto M-1.

                                                    Saiba mais sobre estudo e intercâmbio nos EUA clicando AQUI

                                                    46 - COMO TIRAR O VISTO H-1B PARA TRABALHO NOS ESTADOS UNIDOS?
                                                    O H-1B é um visto de trabalho destinado a trabalhadores com alta qualificação técnica em seus segmentos. Além de ser um especialista em sua área, o solicitante precisará de um “sponsor” nos Estados Unidos que atue como peticionário do visto. O processo de H-1B se inicia nos Estados Unidos, por meio de uma petição I -129, que detalha ao governo americano os motivos pelo qual aquela vaga específica deve ser preenchida temporariamente pelo trabalhador estrangeiro e não por um trabalhador local. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.
                                                    47 - PARA QUE SERVE E COMO SOLICITAR O VISTO H-2B?

                                                    Este visto é requerido para realizar um trabalho de natureza temporária ou sazonal para o qual há escassez de mão-de-obra entre os cidadãos americanos e residentes legais. Antes de submeter a petição (formulário 129H) junto ao USCIS, o empregador é obrigado a obter junto ao Departamento do Trabalho um certificado confirmando que não há trabalhadores americanos qualificados para as funções nas quais se baseia a petição. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.

                                                    48 - O QUE É COMO FUNCIONA O VISTO H-3, PARA TRABALHO NOS EUA?

                                                    O Visto H-3 é aplicável para um profissional que viajará aos Estados Unidos para receber treinamento de seu empregador em qualquer área que não seja a de graduação ou treinamento acadêmico. O treinamento não pode ser utilizado para prover emprego produtivo e não pode estar disponível no país de origem do solicitante. O empregador deverá submeter uma petição (formulário I-129), junto ao USCIS (Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos) para obter aprovação para o treinamento. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.

                                                    49 - COMO FUNCIONA O VISTO I, PARA JORNALISTAS E PROFISSIONAIS DE IMPRENSA?
                                                    Os vistos I são destinados a profissionais de imprensa ou de mídia. Para serem considerados para esses vistos, os profissionais devem ter um contrato de trabalho ou semelhante documento emitido por uma empresa justificando a necessidade do suas atribuições durante viagem aos Estados Unidos. Em geral esse visto é utilizado por repórteres e outros profissionais do meio para cobrir eventos pela mídia estrangeira. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.
                                                    50 - COMO FUNCIONA O VISTO L-1, PARA TRANSFERENCIA DE TRABALHO PARA OS EUA?

                                                    O visto L-1 é um visto de trabalho temporário destinado a gerentes e executivos em uma transferência internacional de empresa. Esse visto é dividido em L-1A (Gerentes) e L-1B (Executivos). Em geral essa transferência é feita entre empresas afiliadas ou subsidiárias, já que é preciso comprovar a relação entre as duas empresas além de comprovação de capacidade comercial da empresa nos EUA que está recebendo o estrangeiro. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.

                                                    51 - COMO SOLICITAR O VISTO O, PARA PESSOAS COM HABILIDADES EXCEPCIONAIS EM VIAGENS TEMPORÁRIAS?

                                                    Os vistos O são voltados para indivíduos com habilidades excepcionais nas áreas de ciências, educação, esportes, artes, negócios, entre outras, considerados “top of the field “em seus segmentos profissionais, e que pretendem viajar para os EUA por um tempo determinado. É necessário possuir uma empresa peticionária americana e um contrato de trabalho detalhando os termos de trabalho ou itinerário de eventos. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.

                                                    52 - PARA QUE SERVE O VISTO P, PARA ARTISTAS OU ATLETAS PROFISSIONAIS?

                                                    Os vistos P são destinados a atletas com o proposito de fazerem parte de um time profissional nos Estados Unidos e se engajarem em competições profissionais. Os treinadores desses atletas também são elegíveis a mesma classificação. O visto P pode ainda ser utilizados por artistas que pretendem viajar aos EUA para realização de performances, gravações ou outros tipos de registros de suas artes.  O visto P deve ser solicitado por uma empresa peticionária nos EUA ou um agente, que deve detalhar os termos de trabalho ou do itinerário de eventos. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.

                                                    53 - COMO FUNCIONA O VISTO R1, PARA TRABALHADORES RELIGIOSOS?

                                                    O R-1 é um visto voltado para trabalhadores religiosos que desejam trabalhar temporariamente nos Estados Unidos para várias organizações religiosas em diferentes ocupações. Estas organizações devem ser sem fins lucrativos ou possuírem isenção fiscal. Saiba mais sobre vistos de trabalho acessando AQUI.

                                                    Conecte-se com a AG

                                                    A AG Immigration está presente nas principais mídias sociais sempre levando informações importantes e atualizadas sobre imigração, green card, vistos para trabalho, estudo, intercâmbio e turismo, além de dicas sobre mercado de trabalho, investimentos e cotidiano nos Estados Unidos. Venha seguir e curtir as páginas da AG. Estamos te esperando!