Satisfação com o trabalho nos EUA

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo The Conference Board revelou que a satisfação com o trabalho nos EUA atingiu o nível mais alto desde o início do levantamento em 1987. Esse aumento notável na satisfação dos trabalhadores pode ser atribuído a dois fatores principais: um mercado mais competitivo, que oferece melhores salários, benefícios e condições; e a maior flexibilidade, principalmente com a popularização do trabalho à distância.

AS EMPRESAS DOS EUA QUE MAIS CONTRATAM BRASILEIROS

IMIGRANTES PODEM SER CONVOCADOS PELAS FORÇAS ARMADAS DOS EUA?

Vamos explorar os resultados dessa pesquisa e entender quais aspectos influenciam a satisfação dos colaboradores.

Satisfação no trabalho atinge novo patamar

A pesquisa revelou que pouco mais de 62% dos entrevistados estão geralmente satisfeitos com seus empregos nos EUA, representando um aumento de 2,1 pontos percentuais em relação ao ano anterior e um salto de 5 pontos percentuais sobre 2020. De acordo com o estudo, o menor nível de satisfação registrado, 42,6%, ocorreu em 2010, após a Grande Recessão provocada pela crise imobiliária no país.

Fatores que influenciam a satisfação no trabalho

Os entrevistados tiveram de avaliar 26 métricas para determinar a satisfação com seus empregos, entre elas: salários e bônus, carga de trabalho, reconhecimento, políticas de promoção, segurança no emprego, qualidade das relações de trabalho, liderança e cultura da empresa, entre outros.

Além disso, a pesquisa também considerou fatores como deslocamento, benefícios (férias, licença por doença, licença familiar), horário flexível e planos de pensão e aposentadoria.

De acordo com a pesquisa, além de uma remuneração competitiva, o nível de experiência e a cultura de trabalho são os fatores que mais influenciam a retenção dos funcionários nas empresas dos EUA.

Curiosamente, os colaboradores que adotam um modelo de trabalho híbrido relataram maior satisfação no trabalho em comparação com aqueles que trabalham totalmente remotamente ou presencialmente.

Impacto da mudança de emprego na satisfação

Aqueles que mudaram de emprego recentemente demonstraram ser mais propensos a expressar altos níveis de satisfação. A pesquisa revelou que a satisfação geral no trabalho é 3,6 pontos percentuais maior entre aqueles que encontraram um novo emprego desde o início da pandemia, em comparação com aqueles que permaneceram no mesmo emprego.

Os principais fatores que contribuíram para esse aumento de satisfação incluem programas de treinamento, planos de bônus (remuneração variável), benefícios de saúde mental e políticas de promoção.

50 PERGUNTAS DA ENTREVISTA DO VISTO K-1 DE NOIVOS

6 DICAS PARA VOCÊ ENCONTRAR UMA VAGA DE EMPREGO NOS EUA

Conclusão

A satisfação no trabalho dos funcionários americanos atingiu níveis recordes, impulsionada por um mercado de trabalho mais competitivo e pela maior flexibilidade nas normas de trabalho.

A pesquisa do The Conference Board destaca a importância de oferecer remuneração justa, bem como uma experiência e cultura de trabalho positivas, na retenção de talentos. Além disso, os resultados mostram que a mudança de emprego pode ter um impacto significativo na satisfação dos colaboradores

Quer trabalhar legalmente nos EUA?

Este é o melhor momento na história para quem deseja morar e trabalhar nos EUA. Portanto, preencha o nosso formulário de avaliação gratuita e receba uma análise inicial sobre as suas possibilidades imigratórias. Assim, caso tenha o perfil para conseguir o green card americano ou outros vistos com os quais trabalhamos, agendaremos uma consulta sem custos para explicar como obtê-los.

A AG Immigration é um escritório de advocacia especializado em imigração para os EUA. Lidamos com vistos imigratórios, como EB-1, EB-2, EB-2 NIW, EB-3 e green cards baseados em parentesco. Além disso, também atuamos com vistos de trabalho temporário, asilo, deportação, remoção e outras áreas da imigração para quem quer trabalhar e morar nos EUA ou para empresas que desejam contratar mão de obra estrangeira no país (veja nossa página de Corporate).