Imigrantes nos EUA

Um novo relatório do Conselho de Imigração Americano revelou dados sobre o impacto social e econômico dos imigrantes nos EUA. Ao todo, são 44,7 milhões de pessoas nascidas no exterior que vivem na América (13,6% da população). Juntos, eles têm US$ 1,3 trilhão em poder de compra – ou seja, a quantia nos lares destinada ao consumo. A renda familiar total chega a US$ 1,7 trilhão.

O relatório também mostra que, em 2019, os imigrantes pagaram um total de US$ 467,5 bilhões em impostos locais, estaduais e federais, mostrando o grande impacto econômico dessa população sobre as contas públicas.

DESCUBRA AS PROFISSÕES QUE MAIS ESTÃO CRESCENDO NOS EUA!

IMIGRANTES PODEM SER CONVOCADOS PELAS FORÇAS ARMADAS DOS EUA?

“Nos Estados Unidos, os imigrantes costumam ter uma concentração maior de pessoas em idade para trabalhar. Isso significa que eles são mais propensos a serem ativos na força de trabalho, permitindo-lhes contribuir para a economia não apenas como consumidores, mas também como contribuintes, financiando serviços sociais e programas como a Medicare e a Previdência Social.

A pesquisa revela ainda que 8,3% da população de americanos natos (pouco mais de 25,5 milhões de pessoas em números absolutos) têm ao menos um dos pais imigrantes, reforçando a diversidade cultural e a histórica ligação dos EUA com os imigrantes do mundo todo.

De acordo com os dados do Conselho de Imigração Americano, 48,2% dos imigrantes que vivem nos EUA são mulheres, enquanto 51,8% são homens. Ao todo, 2,5 milhões são crianças.

Dos 44 milhões de imigrantes que vivem nos EUA, 74% são fluentes inglês. Um estudo do instituto Brookings já revelou que a fluência no idioma pode fazer os imigrantes ganharem salários até 135% maiores.

Em termos percentuais, os países com maior participação entre os imigrantes dos EUA são:

  • México: 24,3%
  • Índia: 6%
  • China: 5%
  • Filipinas: 4,5%
  • El Salvador: 3,2%

Empreendedorismo dos imigrantes dos EUA

“Não dá para exagerar a importância do empreendedorismo, uma vez que as novas empresas são o principal motor do crescimento de emprego nos EUA. Os imigrantes desempenham um papel particularmente importante nesta fundação de negócios a taxas muito mais elevadas do que a população americana em geral. Hoje, milhões de trabalhadores americanos estão empregados em empresas fundadas por imigrantes e de propriedade de imigrantes”, diz o relatório do Conselho de Imigração Americano.

Ao todo, existem 3,2 milhões de empreendedores imigrantes, o que representa 21,7% de todos os empreendedores nos EUA. As empresas criadas por imigrantes tiveram um faturamento acumulado de US$ 88,5 bilhões em 2019.

Imigrantes na força de trabalho do EUA

“À medida que os baby boomers se aposentam, os imigrantes mais jovens estão preenchendo lacunas cruciais no mercado. Nacionalmente, os imigrantes são mais propensos a ter um grau avançado do que os nascidos nos EUA. Eles também são mais propensos a ter menos do que um ensino médio. Como tal, isso permite que eles preencham escassez crítica em ambas as extremidades do espectro de habilidades, desde áreas de alta tecnologia até a agricultura, hospitalidade e indústrias de serviços”, diz o relatório.

Os imigrantes correspondem a 17,1% da força de trabalho americana, o que, em números absolutos, corresponde a 28,6 milhões de pessoas.

Quando analisadas apenas as profissões de STEM (sigla em inglês para Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), a participação dos imigrantes sobe para 23,1% do total dos trabalhadores da área.

“Os trabalhos nos campos da ciência, da tecnologia, da engenharia, e da matemática (STEM) são algumas das ocupações mais demandadas na economia dos EUA. Embora os imigrantes já desempenhem um papel importante na manutenção dos Estados Unidos como um dos países mais inovadores, eles também serão fundamentais para ajudar as indústrias de alta tecnologia a atingir seu pleno potencial, à medida que suas necessidades por profissionais de STEM altamente qualificados aumentarem rapidamente no futuro”, aponta o texto do relatório.

Setores e profissões com mais imigrantes nos EUA

Em termos percentuais, os setores com maior participação de imigrantes na força de trabalho são:

  • Serviços de Táxi e Limusine: 48,1%
  • Manicures e Outros Serviços de Cuidados Pessoais: 44,9%
  • Corte, Costura, Acessórios de Vestuário e Outras Fabricações Têxteis: 43,6%
  • Lares Privados: 43,1%
  • Indústria Alimentícia Não Especificadas*: 41,7%

Além dos setores, o estudo também revelou as profissões que mais concentram imigrantes nos EUA:

  • Manicures e pedicures: 75,6%
  • Classificadores e separadores de produtos agrícolas: 63,0%
  • Gesseiros e estucadores: 61,8%
  • Instaladores de drywall e de tetos: 54,6%
  • Alfaiates e costureiros: 50,4%

Imigrantes indocumentados

O relatório traz ainda estatísticas sobre os imigrantes indocumentados nos EUA, ou seja, aqueles em situação irregular, com status ilegal.

128 PERGUNTAS E RESPOSTAS DA PROVA DE CIDADANIA AMERICANA

50 PERGUNTAS DA ENTREVISTA DO VISTO K-1 DE NOIVOS

6 DICAS PARA VOCÊ ENCONTRAR UMA VAGA DE EMPREGO NOS EUA

“A presença de um número significativo de imigrantes indocumentados nos Estados Unidos, a maioria dos quais vive no país há mais de cinco anos, coloca muitos desafios legais e políticos. Mas enquanto os políticos continuam a debater o que fazer sobre a imigração ilegal, milhões de imigrantes indocumentados estão trabalhando em todo o país, contribuindo com bilhões de dólares para a economia dos EUA”, diz o Conselho de Imigração Americano.

Segundo os dados, existem cerca de 10,3 milhões de imigrantes indocumentados nos EUA, sendo que 88,3% estão em idade economicamente ativa, ou seja, para trabalhar. Cerca de 823 mil são empreendedores.

Os imigrantes em situação ilegal pagaram US$ 28,9 bilhões em impostos locais, estaduais e federais em 2019 e somam um poder de compra de US$ 216,5 bilhões

Viva legalmente nos EUA

Este é o melhor momento na história para quem deseja morar e trabalhar nos EUA. Portanto, preencha o nosso formulário de avaliação gratuita e receba uma análise inicial sobre as suas possibilidades imigratórias. Assim, caso tenha o perfil para conseguir o green card ou outros vistos com os quais trabalhamos, agendaremos uma consulta sem custos para explicar como obtê-los.

A AG Immigration é um escritório de advocacia especializado em imigração para os EUA. Lidamos com vistos imigratórios, como EB-1, EB-2, EB-2 NIW, EB-3 e green cards baseados em parentesco. Além disso, também atuamos com vistos de trabalho temporário, asilo, deportação, remoção e outras áreas da imigração para quem quer trabalhar e morar nos EUA.