Resumo sobre a notícia “Visto para modelos: conheça o visto H1B3”

  • Visto exclusivo para modelos com carreiras proeminentes
  • Com ele, é possível ficar até seis anos consecutivos dentro dos EUA
  • H-1B3 não concede o green card, mas residência permanente pode ser solicitada posteriormente

O visto H-1B3

Você sabia que os EUA contam com um visto exclusivo para modelos estrangeiros que querem atuar na indústria de moda do país? É o visto H-1B3.

O H-1B3 é uma subcategoria do visto H-1B, que é destinado a trabalhadores altamente especializados. Como já comentamos aqui em posts anteriores, o H-1B é bastante utilizado por empresas de tecnologia dos Estados Unidos para a contratação de programadores, desenvolvedores, engenheiros e profissionais de TI e tecnologia em geral.

No entanto, ele também pode ser utilizado na indústria da moda. Quando isso acontece, ele vira o H-1B3. Com o visto H-1B3, empresas e agências dos EUA podem contratar modelos – que são considerados profissionais altamente especializados – por um tempo determinado, para que realizem trabalhos de moda no país. Por exemplo: ensaios fotográficos, desfiles em passarelas e editoriais de revistas.

Que modelos são elegíveis para o visto H-1B3?

De maneira geral, por se tratar de um visto voltado a profissionais altamente especializados, o H-1B3 exige que seus beneficiários – ou seja, a pessoa que receberá o visto – comprovem que têm esse nível avançado de proficiência na carreira.

Consequentemente, para que o H-1B3 possa ser aprovado e emitido, é preciso mostrar ao governo americano que:

  1. A vaga ou o serviço exigem um modelo proeminente e de destaque.
  2. O modelo tem méritos ou habilidades distintas;

Em resumo, isso significa que apenas modelos que tenham certo reconhecimento e destaque em suas trajetórias profissionais podem ser elegíveis ao visto H-1B3. Logo, modelos em início de carreira acabam tendo dificuldade para a obtenção deste visto.

Preciso então ser um top model para obter o visto H-1B3?

A resposta é: não!

Embora você necessariamente precise ter uma carreira de relativo sucesso, não significa que precise ser o melhor modelo do mundo.

Até porque, geralmente, modelos superfamosos podem entrar nos Estados Unidos por outros caminhos mais fáceis ou vantajosos, como os vistos O-1 e EB-1A, destinados a profissionais de “habilidades extraordinárias” – o que, por sua vez, é um critério muito mais rigoroso do que as “habilidades distintas” exigidas pelo H-1B3.

Os critérios que você precisa atender para receber um visto H-1B3 são:

  1. Comprovar por meio de notícias na imprensa que você tem fama nacional ou internacional.
  2. Demonstrar que costuma prestar serviços para contratantes, clientes e marcas com boa reputação.
  3. Apresentar evidências de que você é reconhecido por críticos ou por pares como alguém de habilidades distintas ou com conquistas na carreira.
  4. Comprovar que seu salário é acima da média.

Como solicitar o visto H-1B3?

O visto H-1B3 não depende apenas do modelo. Antes de mais nada, é preciso que ele tenha uma oferta de emprego – alguma empresa, agência ou marca que já tenha decidido contratá-lo para prestar este serviço.

Por isso, é o próprio empregador americano que vai iniciar e conduzir o processo de petição do visto H-1B3, eventualmente requerendo que o modelo forneça determinadas informações quando necessário.

Obviamente, toda a comprovação e documentação de que o modelo atende aos critérios legais depende muito dos esforços do próprio modelo. Afinal de contas, é ele que sabe para quem já deu entrevistas, onde já saiu reportagens sobre ele e para quem ele já modelou.

Quanto tempo posso ficar nos EUA com o visto H-1B3?

Inicialmente, o visto H-1B3 é emitido por um período de até três anos, que pode ser renovado, caso haja necessidade. Contudo, o tempo total de permanência do modelo nos EUA não pode ultrapassar seis anos.

Após esse período, o modelo deve deixar os Estados Unidos e ficar fora do país por um ano, para que, então, um novo período de seis anos se inicie.

O que muitos profissionais fazem é: antes da validade do H-1B3 expirar, eles solicitem o ajuste de status para outro visto, como o F-1 (de estudante) ou o O-1 (de habilidades extraordinárias).

Também é possível que o titular do H-1B3 solicite um green card durante a vigência do visto ou após a validade dele expirar. Porém, é um processo complexo, que exigirá orientação jurídica por parte de um advogado de imigração.

Outro aspecto importante: apenas o tempo que o modelo passa dentro dos EUA é contabilizado para o limite de seis anos. Portanto, qualquer tempo gasto fora do país não contará.

O visto H-1B3 me garante o green card?

Por ser um visto de trabalho temporário, o H-1B3 não dá a seu portador o direito de se tornar um residente permanente dos Estados Unidos – ou seja, receber o famoso green card.

Todavia, é possível solicitar a mudança de status para um visto imigratório, o que deve ser feito de preferência com auxílio de um advogado de imigração.

Quantos vistos são emitidos por ano?

Os vistos H-1B3 estão limitados à cota anual de 65 mil vistos H-1B autorizada pelo Congresso americano.

Com isso, os modelos que buscam o visto H-1B3 concorrem com candidatos de outras categorias do visto H-1B.

Fui aprovado, posso levar minha família?

Beneficiários do visto H-1B3 podem levar cônjuges e filhos solteiros menores de 21 anos junto com eles para os Estados Unidos. Estes dependentes receberão o visto H-4, que os permitirá estudar em universidades e escolas americanas enquanto estiverem no país. No entanto, o H-4 não permite que eles trabalhem.

O H-4 terá validade enquanto o titular do H-1B3 tiver autorização para permanecer nos EUA sob o status do visto.

Não sou um modelo famoso, o que faço?

Para além do H-1B3 e do O-1, existe a possibilidade de modelos entrarem nos Estados Unidos por meio do visto P-3. Trata-se de um visto destinado a artistas que vão ao país para participar de eventos “culturalmente únicos” que promovam uma forma específica de arte.

O modelo pode usar o P-3, por exemplo, para participar ou organizar um evento que mostre a cultura da moda de seu país ou da região em que vive.

Assim, o visto P-3 permite que a pessoa desenvolva, interprete, represente, treine ou ensine, individualmente ou em grupo, uma determinada arte dentro de um programa ou evento “culturalmente único”. Para saber mais sobre o visto, acesse a página (em inglês), do Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos.