Vistos dos EUA para brasileiros em maio de 2023

Os EUA emitiram 104,2 mil vistos para brasileiros em maio de 2023 – alta de 22,9% sobre abril e o segundo maior volume da série histórica. A grande maioria dos documentos expedidos foram do tipo B1/B2, que é o visto de turismo e negócios, o mais comum: ao todo, foram 98,8 mil autorizações nesta categoria, o que representou 94,4% do total. Os dados são de um levantamento realizado pelo escritório de advocacia AG Immigration com base em informações do governo americano.

IMIGRANTES PODEM SER CONVOCADOS PELAS FORÇAS ARMADAS DOS EUA?

O Brasil foi o terceiro país que mais recebeu vistos em maio, com México (279 mil) e Índia (133 mil) liderando a lista. China (52 mil) e Colômbia (50 mil) completam as cinco primeiras colocações do ranking. Todos eles registraram aumento sobre abril.

De acordo com o advogado de imigração Felipe Alexandre, sócio-fundador da AG Immigration, o movimento de alta na emissão de vistos foi observado em vários países. “O B1/B2 tem sido o grande motor desses resultados. As pessoas ainda estão ávidas por viagens turísticas, querendo dar vazão ao período de restrições enfrentado durante a pandemia. É por isso que, no Brasil, por exemplo, a Embaixada e os consulados têm contratado mais funcionários e ampliado o atendimento ao público, inclusive aos sábados”, explica Alexandre.

COMO FUNCIONA O SALÁRIO MÍNIMO NOS EUA?

Nos cinco primeiros meses do ano, os EUA já concederam 451 mil vistos a brasileiros, o equivalente a 57% de todo o montante autorizado em 2022 (815 mil). Em março, a Embaixada já havia anunciado que, para 2023, pretendia ultrapassar a marca de um milhão de vistos emitidos, o que “provavelmente deve acontecer”, nos cálculos do advogado da AG Immigration.

Dados do Escritório Nacional de Viagem e Turismo dos EUA mostram que, de janeiro a março deste ano, o Brasil foi o quinto país que mais teve cidadãos viajando para os EUA, com 340 mil pessoas passando pelo menos uma noite em solo americano. Canadá, México, Reino Unido e Coreia do Sul lideram a lista. No mesmo período de 2022, esse número era de 221 mil viajantes (alta de 53% de lá para cá).

No entanto, os vistos de turismo, que historicamente respondem por mais de 90% de todas as emissões no País, são o principal gargalo atualmente da Embaixada dos EUA no Brasil. Nas cinco cidades onde o documento é emitido, o tempo médio de espera para obtê-lo é de 324 dias, segundo as últimas estimativas do próprio Departamento de Estado. Apesar de ainda bastante elevada, a média caiu significativamente em relação aos 508 dias registrados em junho.

128 PERGUNTAS E RESPOSTAS DA PROVA DE CIDADANIA AMERICANA

50 PERGUNTAS DA ENTREVISTA DO VISTO K-1 DE NOIVOS

São Paulo é a cidade com a maior fila: 414 dias, seguida por Porto Alegre (471), Brasília (321), Recife (301) e Rio de Janeiro (115). A capital carioca é a que está apresentando a redução mais acelerada no tempo de agendamento.

“Esses tempos são para quem vai tirar o visto de turismo e negócios pela primeira vez. Casos de renovação e de emissão de outras categorias de vistos têm tempos mais reduzidos”, afirma Alexandre.

Emissão de vistos americanos para brasileiros – Série Histórica (2022-2023)

Vistos mais concedidos para brasileiros em maio/23

  1. B1/B2 (negócio e turismo): 98.467
  2. F1 (estudo): 1.279
  3. J1 (intercâmbio): 887
  4. L2 (dependentes de L1): 436
  5. C1/D (tripulantes de aviões e navios): 430
  6. L1 (executivos de multinacionais): 344
  7. B1 (negócio): 342
  8. EB2 (habilidades excepcionais): 326
  9. A2 (diplomatas): 281
  10. F2 (dependentes de F1): 267