Congressistas querem que EUA agilizem emissão de green cards

Agilizar emissão de green cards

Um grupo bipartidário de mais de 50 políticos dos EUA querem que o governo do presidente Joe Biden permita que milhares de imigrantes com pedidos de green cards paralisados solicitem a residência permanente muito mais cedo do que de outra forma seria possível.

CONHEÇA OS ESTADOS AMERICANOS COM OS MAIORES E MENORES IMPOSTOS

DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA NOS EUA E NO BRASIL: ENTENDA AS DIFERENÇAS

O QUE É E COMO FUNCIONA O SOCIAL SECURITY NUMBER

Permitir que todos os imigrantes com uma petição de visto EB (Formulário I-140) aprovada apresentem seus pedidos assim que o novo ano fiscal começar, em 1º de outubro, garantirá que todos os green cards disponíveis sejam usados a cada ano, afirmaram os 58 membros da Câmara em uma carta, segundo notícia da Bloomberg Law.

Atualmente, imigrantes com um Formulário I-140 aprovado precisam esperar uma data específica, estipulada mês a mês no Visa Bulletin, para seguir adiante com seu pedido de green card e ter o documento emitido para eles. Mesmo que o I-140 seja aprovado rapidamente, o próximo passo, que seria a solicitação da emissão do green card, pode demorar meses ou anos para ser autorizada. E é isso o que o grupo de 50 deputados da Câmara dos EUA querem mudar. A ideia é que, no começo do próximo ano fiscal, todos os vistos EB fiquem automaticamente com o status de “current” (ou “atual”, em português) no Visa Bulletin, permitindo que esses estrangeiros solicitem a emissão do green card.

Embora isso não signifique necessariamente que os imigrantes vão receber a residência permanente mais rapidamente, ao menos permitiria que eles recebessem benefícios imigratórios temporários, como autorização para trabalhar e para viajar para fora dos EUA enquanto aguardam seus green cards serem autorizados e emitidos.

Ao longo das duas últimas décadas, mais de 194 mil green cards baseados em emprego (vistos EB) não foram utilizados devido a fatores como atrasos administrativos, segundo análise do Serviço de Pesquisa do Congresso citada na reportagem da Bloomberg Law.

Tornar todos os vistos EB “atuais” no Visa Bulletin a partir de 1º de outubro, como quer o grupo de congressistas, permitiria que qualquer imigrante solicitasse residência permanente, independentemente de seu lugar na fila e garantisse, assim, que nenhum green card fosse desperdiçado, disseram os parlamentares na carta pública.

Morar legalmente nos EUA

Este é o melhor momento na história para quem deseja morar e trabalhar nos EUA. Portanto, preencha o nosso formulário de avaliação gratuita e receba uma análise inicial sobre as suas possibilidades imigratórias. Assim, caso tenha o perfil para conseguir o green card americano ou outros vistos com os quais trabalhamos, agendaremos uma consulta sem custos para explicar como obtê-los.

A AG Immigration é um escritório de advocacia especializado em imigração para os EUA. Lidamos com vistos imigratórios, como EB-1, EB-2, EB-2 NIW, EB-3 e green cards baseados em parentesco. Além disso, também atuamos com vistos de trabalho temporário, asilo, deportação, remoção e outras áreas da imigração para quem quer trabalhar e morar nos EUA ou para empresas que desejam contratar mão de obra estrangeira no país (veja nossa página de Corporate).

As empresas dos EUA que mais contratam brasileiros – 2024

As empresas dos EUA que mais contratam brasileiros – 2024

Empresas dos EUA que mais contratam brasileiros - Edição 2024 A quantidade de empresas dos EUA que contrataram trabalhadores brasileiros subiu de 865, em 2022, para 1.271 no ano passado – alta de 46,9%. Entre as companhias que mais buscaram a mão de obra nacional...

Explode o número de brasileiros que pedem asilo nos EUA em 2023

Explode o número de brasileiros que pedem asilo nos EUA em 2023

Asilo de brasileiros para os EUA em 2023 A quantidade de pedidos brasileiros de asilo analisada pelos EUA em 2023 chegou a 7.715 – um salto de 162% em relação ao ano anterior e maior volume do qual se tem registro. Com isso, o Brasil passou a ser o 8º país com mais...