Tema Imigração será decisivo para a escolha do próximo presidente americano

Os Estados Unidos possuem a maior população de imigrantes no mundo, com aproximadamente 50 milhões de pessoas. Por isso, o tema “imigração” é sempre um fator determinante para o resultado das eleições presidenciais do país, e desta vez, ao julgar pelos recentes debates entre os dois candidatos, não será diferente.

No Brasil, 9 a cada 10 brasileiros que decidem começar uma nova vida no exterior escolhem os EUA como destino. O país exerce um fascínio histórico no imaginário de grande parte dos brasileiros; e por esse motivo, tudo que diz respeito aos EUA acaba, por consequência, interessando ao Brasil; inclusive o resultado das eleições americanas.

Assim, discute-se no Brasil qual será o melhor nome para comandar os EUA nos próximos quatro anos: Biden ou Trump, e qual dos dois governos será mais ou menos receptivo a chegada de novos imigrantes brasileiros ao país.

Receio, porém, que a resposta para este questionamento seja bem menos simplória do que a pergunta.

Em primeiro lugar é preciso lembrar que os Estados Unidos são uma nação madura, com uma democracia testada e que possui alicerces jurídicos e sociais muito bem fundamentados que limitam os poderes do presidente da república. Logo, o governo não é gerido apenas pelas vontades e caprichos do candidato vencedor, e sim por toda a máquina política do país, com autoridades federais e locais igualmente eleitas pelo povo.

Em segundo lugar, os Estados Unidos são, incontestavelmente, uma nação construída por imigrantes, e que mesmo nos dias atuais continua dependendo criticamente da chegada de mão-de-obra de outros países e de investimento estrangeiro para continuar se desenvolvendo e mantendo-se no topo de maior potência econômica do planeta. E isso por si só já nos dá a ideia de que é impossível imaginar os EUA fechando suas fronteiras para os imigrantes.

Em terceiro lugar, assim como também acontece no Brasil, a polarização das discussões políticas que domina a sociedade americana atrapalha o bom julgamento das pessoas. O debate “direita x esquerda” ou “republicanos x democratas” vem se tornando cada vez mais reducionista e simplório. Assim, propositalmente, pouco se olha para o que está sendo dito, e muito para quem está dizendo.

Por fim, é verdade que existem muitas divergências em relação ao tema imigração, como inclusive pudemos observar nos últimos debates dos dois candidatos à presidência; porém, republicanos e democratas concordam em um ponto: Os EUA vão continuar investindo em imigrantes bem qualificados.

De fato, os dois presidenciáveis já declararam que irão solicitar ao congresso americano um aumento na cota para concessão de green card para estrangeiros que desejam migrar para os EUA com base em emprego, investimentos ou através de suas próprias qualificações profissionais.

E essa é uma ótima notícia para o Brasil, já que nas últimas duas décadas o imigrante brasileiro tornou-se muito mais capacitado e desejado por outros países, sobretudo pelos Estados Unidos.

Por este motivo, o brasileiro que deseja morar, trabalhar ou investir legalmente nos EUA, não deve e preocupar ou aguardar o resultado das eleições americanas para seguir com seus planos de imigração. Muito pelo contrário, deve sim estar atento às muitas oportunidades que certamente irão surgir nos próximos anos, seja com Donald Trump ou com Joe Biden na Casa Branca.

Dr. Felipe Alexandre
Advogado de Imigração e fundador da AG Immigration

Seu sonho é morar e trabalhar legalmente nos Estados Unidos?
O departamento jurídico da AG Immigration realiza uma análise gratuita de suas qualificações e possibilidades de imigração.
Acesse e preencha nosso formulário de pré-avaliação para o Green Card!