Quer estudar nos EUA? Conheça os 3 tipos de vistos existentes

Quer estudar nos EUA?

As regras de imigração dos Estados Unidos são muito rígidas, mas existem tipos de vistos que permitem estudar e trabalhar em algumas circunstâncias.

Estudar nos EUA?

É preciso decidir onde você vai estudar, para um estudante acadêmico deve ter o visto deve ser o F-1. Se for profissionalizante deve ser o visto M-1. No entanto, se seu interesse é um intercâmbio cultural, o visto certo é o J-1.

Antes de solicitar um destes vistos de estudante (F, J ou M), você deve se inscrever e ser aceito por uma instituição de ensino superior norte-americana certificada pelo programa Student and Exchange Visitor Program (SEVP).

Quando aceito em uma escola certificada pela SEVP, você receberá um Formulário I-20 da instituição para apresentar quando for solicitar seu visto de estudante.

M-1: Visto para estudar em uma instituição profissional

O visto M-1 é para pessoas que irão estudar nos Estados Unidos, cursos vocacionais, que são aqueles destinados a quem já cumpriu o ensino médio e procura conhecimentos e habilitações em áreas específicas. Este visto não dá direito de trabalho ao estudante.

Porém, existem algumas exceções, você pode aceitar uma vaga de trabalho que possa ser considerada como um treinamento prático da sua área de estudo por até seis meses depois da conclusão do seu curso, como um estagiário no Brasil.

Além disso, pode optar por um OPT (Optional Practical Training), que também é um treinamento da área que estudou e normalmente é concedido para estudantes com visto J-1. Entretanto, com autorização, ele também pode ser utilizado por quem tem visto M-1.

F-1: Visto para estudar em uma instituição acadêmica

Esse tipo de visto é concedido a estudantes internacionais que irão fazer um curso superior integral em uma universidade norte-americana. Com esse visto, durante o primeiro ano de curso o aluno tem autorização para trabalhar dentro do campus da universidade por 20 horas semanais em todo o período letivo e 40 horas durante as férias. O aluno pode aceitar uma vaga em alguma empresa comercial que tenha contrato com a universidade, por exemplo. Ou até mesmo trabalhar diretamente para a universidade como um auxiliar de um professor ou exercer uma função que seja parte da bolsa de estudo, fellowship ou doutorado.

Após um ano de curso com o visto F-1, o aluno já pode trabalhar fora do campus. Essa seria a regra básica para quem tem um F-1, no entanto, há exceções e um aluno pode pedir autorização para trabalhar fora do campus no primeiro ano de curso, caso comprove dificuldade financeira e prove que tentou conseguir trabalhos dentro do campus e não foi possível.

Para isso, você irá pedir ao USCIS uma Work Permit (Autorização de Trabalho) que custa US$ 380, que demora 90 dias para ser concedida e é válida durante um ano.

J-1: Visto para intercâmbio

Esse visto é concedido aos estudantes internacionais que irão para os Estados Unidos para intercâmbio. Com esse visto, aquele que vai para estudar têm autorização de trabalhar, porém somente dentro do campus e em funções que sejam parte de uma bolsa de estudo, fellowship, ou como assistentes acadêmicos. Neste tipo de visto não é permitido trabalhar em empresas parceiras, somente em casos excepcionais como alunos com dificuldades financeiras.

 

O departamento jurídico da AG Immigration oferece uma avaliação gratuita de suas possibilidades imigratórias para obtenção de um green card.
Entre em contato com nossa equipe para saber mais e começar a realizar o seu sonho americano. Na AG o seu sonho é a nossa meta!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os 10 desafios de Biden

Os 10 desafios de Biden

Imigração, turismo, estudo e trabalho nos EUA estão na pauta do novo presidente O dia 20 de janeiro de 2021 foi marcado pela posse de Joe Biden ao cargo político mais importante do mundo. Nunca antes uma disputa pela presidência americana foi tão acirrada e repleta de...

Por dentro do Texas

Por dentro do Texas

Conheça um dos estados mais fascinantes dos EUA  ETIMOLOGIA E CURIOSIDADES O nome Texas deriva de “Tejas”, uma palavra indígena que significa "amigos”, e o apelido do estado é Lone Star State, por causa da estrela solitária que existe em sua bandeira. Entre as...

PANDEMIA AMPLIA DISTÂNCIA ECONÔMICA ENTRE BRASIL E EUA

PANDEMIA AMPLIA DISTÂNCIA ECONÔMICA ENTRE BRASIL E EUA

Crescimento inédito da economia americana contrasta com recessão e desemprego recorde no Brasil. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos teve um crescimento inédito de 33,1% no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o trimestre anterior. O número é do...