O governo brasileiro anunciou nesta segunda-feira (7/2) que, a partir de agora, cidadãos do país poderão se candidatar ao Global Entry, programa americano que agiliza o processo de entrada nos Estados Unidos ao evitar filas no setor de imigração dos 75 principais aeroportos, concedendo trâmite simplificado para viajantes pré-aprovados.

Até então, apenas cidadãos dos Estados Unidos e de outros doze países eram elegíveis ao Global Entry. O programa, porém, não altera as regras de emissão de vistos americanos, destinando-se basicamente a quem viaja com frequência para o país e, por isso, não quer gastar tempo na fila da alfândega.

“O ingresso do Brasil no programa Global Entry se enquadra em um esforço para promover maior integração entre as economias do Brasil e dos Estados Unidos. A facilitação de viagens em ambos os sentidos é considerada medida eficaz de fomento não apenas do turismo, mas também dos negócios e dos investimentos”, afirmou o governo brasileiro em nota publicada em seu site.

Como conseguir o Global Entry?

Interessados em se candidatar podem fazê-lo pelo site do serviço de Alfândega e Proteção de Fronteiras dos Estados Unidos. É necessário preencher um formulário online e pagar uma taxa de USD 100 – que não será reembolsada caso a solicitação seja negada.

O formulário será avaliado por oficiais da imigração americana e, caso entendam que o candidato é elegível, uma entrevista presencial será agendada para um dos Centros de Matrícula no Global Entry. A pessoa terá que levar seu passaporte, assim como um dos documentos de identificação estabelecidos pelo acordo.

Informações biométricas do candidato serão coletadas. Para a renovação do Global Entry, o governo americano já realiza entrevistas online.

Morar e trabalhar nos Estados Unidos está nos seus planos para 2022? Entre em contato com nossa equipe jurídica e solicite uma avaliação gratuita do seu perfil imigratório para saber quais são suas possibilidades de viver na América.