Atletas brasileiros são bem-vindos nos EUA

Seja para obter um green card ou simplesmente participar de competições, existem muitas oportunidades para esportistas estrangeiros na América

Não é novidade que atletas brasileiros se destacam entre os melhores do mundo. Já faz muito tempo que o Brasil deixou de ser somente o “país do futebol”, principalmente devido a conquistas nas últimas duas décadas, em que nossos atletas de outras modalidades esportivas passaram a ser considerados como referências no esporte.

Porém, existe um componente fundamental para explicar o sucesso que os atletas brasileiros vêm conquistando; o fato deles estarem saindo do Brasil para participarem de competições, morarem ou simplesmente treinarem em países que valorizam o esporte e reconhecem o valor de seus praticantes. Entre estes países, destacam-se os Estados Unidos.

Os EUA são os maiores campeões olímpicos da história e uma fábrica incessantes de produção de grandes atletas. Desde pequenas, as crianças americanas são incentivadas a praticar os mais variados esportes, o que acaba sendo fundamental para seu desenvolvimento social e, em muitos casos, acadêmico, já que existem diversos programas de bolsas de estudo universitárias para atletas amadores que se destacam em suas modalidades.

Esta valorização do esporte também se estende a atletas estrangeiros. Historicamente, os EUA buscam trazer os melhores talentos de outros países para que eles possam “ensinar” suas técnicas e características singulares para os esportistas americanos, servindo como verdadeiros embaixadores para o desenvolvimento de suas respectivas modalidades esportivas na América.

DE PELÉ A ANDERSON SILVA, OS EUA RECEBEM OS MELHORES ATLETAS BRASILEIROS

atletas brasileiros nos EUAO Brasil está entre os países que mais envia atletas estrangeiros para os Estados Unidos, seja para intercâmbio temporário, disputa de torneios, treinar atletas americanos ou simplesmente residir e trabalhar nos EUA.

Talvez o primeiro grande exemplo do quanto a presença de atletas brasileiros nos EUA seja desejada esteja na chegada de Pelé ao país durante meados dos anos 70. Após anos de glórias em gramados brasileiros e em Copas do Mundo, o Rei do futebol encerrou sua carreira jogando pelo Cosmos, uma equipe criada justamente com o intuito de promover e popularizar a modalidade nos Estados Unidos. A passagem de Pelé nos EUA até hoje é lembrada como o “marco zero” do futebol no país.

Nas duas décadas seguintes, anos 80 e 90, esportistas estrangeiros começaram a ser beneficiados pela infraestrutura e programas de treinamento para atletas que foram criados nos Estados Unidos. Modalidades como a natação e o atletismo foram particularmente as mais beneficiadas por estes programas.

Já neste século, a presença de esportistas estrangeiros nos EUA intensificou-se ainda mais. E, principalmente, devido a popularização do MMA e do UFC, aumentou significativamente a chegada de brasileiros no país. Afinal, o Brasil ainda segue como referência em artes márcias, sobretudo no jiu-jitsu. Nos últimos 20 anos, muitos lutadores e treinadores desta modalidade se mudaram para os EUA para abrirem ou trabalharem em academias de artes marciais, ou ainda para competirem profissionalmente.

Grandes lutadores lbrasileiros que alcançaram sucesso e aclamação internacional no UFC tiveram que se mudar para os EUA para poderem alcançar o topo de suas carreiras. É o caso da família Gracie, pioneira na divulgação do jiu-jitsu nos Estados Unidos, e campeões de MMA como Anderson Silva, Vitor Belfort e Fabrício Werdum, todos eles residentes americanos.

QUAIS OS PRINCIPAIS VISTOS AMERICANOS PARA ATLETAS?

atletas brasileirosDe forma geral, atletas brasileiros viajam aos EUA com vistos não-imigrantes, como os vistos P e O, que podem ser utilizados para morar e exercer suas atividades no país por um tempo determinado, sempre atrelados a um empregador ou sponsor nos Estados Unidos. Além disso, dependendo do objetivo da viagem, como no caso de algumas competições amadoras, até mesmo o visto B1/B2 (turismo/negócios) pode ser utilizado. Nenhum destes vistos, porém, concede direito a moradia permanente nos Estados Unidos.

O que muitos esportistas brasileiros desconhecem é que o governo americano desenvolveu um programa de vistos específico que concede um green card para estrangeiros que possam comprovar que possuem uma carreira bem-sucedida, com prêmios, conquistas e reconhecimento nacional (ou internacional) em suas atividades profissionais. Tratam-se dos vistos “EB” (Employment-based).

Os vistos EB tem se provado uma excelente opção imigratória tanto para atletas que ainda estão em atividade quanto para aqueles que já se aposentaram mais que desejam continuar atuando dentro do esporte, seja como treinador, professor ou exercendo alguma outra atividade dentro da área esportiva que o consagrou.

Uma das principais vantagens dos vistos “EB”, em especial o EB1-A e o EB-2 NIW, é que, dependendo do histórico professional do atleta, o green card pode ser concedido sem ao menos ser preciso apresentar uma oferta de emprego para trabalhar nos EUA.

Como acontece com todos os tipos de vistos de imigrante, é fundamental contar com os serviços de um escritório de advogados que conheça as complexas leis de imigração dos EUA para representar um candidato a um visto “EB”. O atleta interessado em solicitar um visto desta categoria precisará apresentar uma série de documentos que comprovem sua qualificação acima da média, e uma estratégia que demonstre o quanto sua presença na América será benéfica para o país.

ONDE EXISTEM MAIS OPORTUNIDADES PARA ATLETAS ESTRANGEIROS NOS EUA?

Em busca de aperfeiçoamento, jovens esportistas brasileiros têm deixado o país atraídos por melhores oportunidades de crescimento nos Estados Unidos. Na América, patrocínios e bolsas podem ser conseguidos por atletas que se destaquem em suas modalidades. Mas onde estão as melhores oportunidades para quem chega de fora?

De acordo com uma pesquisa de 2019 do Migration Policy Institute, os estados da Luisiana e da Califórnia são os que mais oferecem oportunidades para atletas estrangeiros profissionais, seja através de bolsas de estudo para universitários quanto para atuar em equipes profissionais destas regiões. Logo em seguida vem a Georgia, Alabam e Texas.

Já para os lutadores de artes marciais mencionados acima, a maior quantidade de oportunidades está na Flórida, em especial em Orlando e Miami, que concentra algumas das principais academias de jiu-jitsu no país.

Seja qual for a cidade ou estado, os EUA desejam e recebem de braços abertos atletas de todo o mundo que queiram aperfeiçoar suas carreiras e contribuírem para o desenvolvimento do esporte no país.

Você é um atleta profissional e está em busca de uma oportunidade para aperfeiçoar sua carreira nos EUA? A AG Immigration pode ajudar com seu processo de visto temporário ou de imigração. Nosso departamento jurídico oferece uma avaliação gratuita de suas possibilidades de conseguir um green card. Para isso basta preencher o formulário que você encontra no link:  https://materiais.agimmigration.law/comece-a-tornar-realidade-seu-sonho-americano . Venha conhecer a AG Immigration e começar hoje mesmo a conquistar o seu sonho americano.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por dentro do Texas

Por dentro do Texas

Conheça um dos estados mais fascinantes dos EUA  ETIMOLOGIA E CURIOSIDADES O nome Texas deriva de “Tejas”, uma palavra indígena que significa "amigos”, e o apelido do estado é Lone Star State, por causa da estrela solitária que existe em sua bandeira. Entre as...

PANDEMIA AMPLIA DISTÂNCIA ECONÔMICA ENTRE BRASIL E EUA

PANDEMIA AMPLIA DISTÂNCIA ECONÔMICA ENTRE BRASIL E EUA

Crescimento inédito da economia americana contrasta com recessão e desemprego recorde no Brasil. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos teve um crescimento inédito de 33,1% no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o trimestre anterior. O número é do...

Conheça a Califórnia, o estado mais “dourado” dos EUA

Conheça a Califórnia, o estado mais “dourado” dos EUA

POPULAÇÃO A Califórnia está localizada na região dos estados do Pacífico. É o estado mais populoso dos Estados Unidos, com 37 253 956 habitantes, e é o terceiro em extensão territorial, superado apenas pelo Alasca e pelo Texas. Das 20 maiores cidades dos Estados...