A hora certa para investir nos EUA é agora

Esperar pela baixa do dólar, fim da epidemia ou resultado da eleição só irá atrasar seus lucros

Muitas pessoas sonham em morar, trabalhar ou simplesmente investir nos Estados Unidos. Não a toa, o país é o destino favorito de nove a cada dez brasileiros que decidem começar uma nova vida no exterior. Viver nos EUA é a certeza de conviver com uma sociedade mais justa, economicamente estável, e com aquilo que o brasileiro mais deseja quando pensa em morar no exterior: segurança e um futuro melhor para sua família.

A maior potência econômica do planeta fornece todas as ferramentas para seu progresso profissional e acadêmico, ou ainda para empreender seus negócios.

Especialmente para o empresário brasileiro, tão maltratado por antiquadas leis trabalhistas e pela desumana carga tributária do Brasil, investir no mercado americano não é apenas uma oportunidade de gerar receita em dólar, mas também de fazer com que sua empresa ou negócios possam alcançar o máximo de seu potencial, fazendo parte do mercado consumidor mais valorizado do mundo ocidental.

Entretanto, mesmo com todas estas vantagens, muitos brasileiros interrompem ou simplesmente desistem de seus projetos de expatriação e investimento na América, quase sempre motivados pela mesma questão: os elevados custos que envolvem um processo de imigração e todos os demais gastos relacionados a uma mudança para os Estados Unidos.

Rodrigo Costa – CEO da AG Immigration

O que estas pessoas não estão considerando é que a quantia gasta com  um pedido de green card não deve ser considerada como custo, e sim como um investimento certeiro em qualidade de vida, educação para os filhos, segurança para a família e oportunidades profissionais que não encontram no Brasil. E quanto mais estas pessoas adiarem este movimento imigratório, caso de fato queiram empreender e trabalhar no exterior, mais estarão perdendo tempo e dinheiro.

Existem também aqueles que atribuem a interrupção de seus planos a circunstâncias que, convenientemente, fogem ao seu controle. Tome como exemplo a pandemia de covid-19, que atualmente representa a primeira “desculpa” usada por quem agora já não tem mais certeza se vai se mudar para os EUA.

Sem dúvida, a terrível pandemia que o mundo enfrenta abalou os Estados Unidos, que ainda concentra a maior quantidade de pessoas infectadas pelo vírus. Houve desemprego e um princípio de recessão. Entretanto, desdeagosto o país já demonstra claros sinais de recuperação econômica, superando inclusive a expectativa de retomada de crescimento prevista por grande parte dos especialistas.

Isto acontece porque o mercado de trabalho americano está fundamentado em alicerces seguros, erguidos exatamente para resistir a situações como as que estamos vivendo em 2020.  Os Estados Unidos possuem um histórico de rápida e franca recuperação de crises econômicas, e dessa vez não está sendo diferente.

Aliás, este é um excelente momento para investir nos Estados Unidos. Devido a pandemia da Covid-19 foram criados planos de incentivo a novos negócios, isenções fiscais e desburocratização de leis trabalhistas, o que facilita ainda mais a chegada do empresário estrangeiro que deseja expandir ou criar novos negócios no país.

Outro pretexto utilizado por muitos brasileiros que nunca concretizam seus planos de imigração para os EUA é o de que a taxa do dólar está muito alta. Trata-se de um argumento recorrente e, até certo ponto, compreensível; porém, não se engane, as mesmas pessoas que hoje desistem do sonho americano porque o dólar está custando R$5,60 já haviam desistido quando a cotação era de R$4,00, no ano passado.

Não se deve, portanto, condicionar um plano de imigração ou investimento no exterior a uma possível diminuição da cotação do dólar. Afinal, a verdade é que não há situação que não possa piorar no Brasil. Some todas as incertezas econômicas e políticas que temos acompanhado sobre basicamente tudo que envolve o país e temos aí um quadro que, infelizmente, não possui nenhuma expectativa de melhoria seja a curto, médio ou longo prazo. Muito pelo contrário!

Há ainda aqueles que estão a espera do vencedor da próxima eleição presidencial americana para seguirem com seus planos adiante. Perda detempo! Independentemente de quem estiver na Casa Branca, os Estados Unidos vão continuar sendo uma nação que deseja e precisa da mão-de-obra e de investimento estrangeiro.

Ao longo de todos os meus anos como consultor e especialista em investimentos no exterior, tenho acompanhado muitas pessoas desistirem deseus planos de morarem e trabalharem em outros países pelas razões citadas acima e por muitas outras. Existe, de forma geral, um padrão nestas pessoas: elas estão esperando por um cenário que nunca chegará.  Sempre haverá dificuldades, obstáculos, panoramas desfavoráveis e incertezas para quem decide sair de sua zona de conforto e se aventurar em novas terras e horizontes.

As recompensas são enormes, mas jamais serão conquistadas sem que o primeiro passo seja dado.

 

Rodrigo Costa
Especialista em Investimentos e CEO da AG Immigration

 

 

 

Você deseja morar e trabalhar nos Estados Unidos?

O departamento jurídico da AG Immigration oferece uma avaliação gratuita de suas possibilidades legais de imigração para os EUA

Para isso basta acessar o seguinte link e preencher nosso formulário de pré-avaliação para o Green Card:
https://materiais.agimmigration.law/comece-a-tornar-realidade-seu-sonho-americano

Preencha! E deixe a AG cuidar do seu sonho americano!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

AG na mídia

AG na mídia

Escritório de Imigração nos EUA vem se consolidando como referência para a imprensa brasileira A AG Immigration é um dos mais conceituados escritórios de imigração dos Estados Unidos, e vem se consolidando cada vez mais como referência em conhecimento e credibilidade...

Top 10 Mitos e Verdades sobre vistos e green card para os EUA

Top 10 Mitos e Verdades sobre vistos e green card para os EUA

Os Estados Unidos são o destino favorito dos brasileiros. Seja para morar, trabalhar, estudar ou simplesmente visitar, a América exerce um fascínio muito grande no imaginário popular. Existem, porém, muitos rumores quando se trata do processo de solicitação dos vistos...

Conheça o visto B1/B2 para turismo e/ou negócios nos EUA

Conheça o visto B1/B2 para turismo e/ou negócios nos EUA

O visto B1/B2 é o mais conhecido e solicitado visto americano. Sua nomenclatura engloba dois tipos de vistos que por muitos anos foram emitidos separadamente: o B1(negócios) e o B2(turismo). Trata-se, portanto, de um visto para viajar temporariamente aos EUA, tanto...