Uma breve história da imigração nos EUA

DADOS SOBRE A IMIGRAÇÃO PARA OS EUA

A imigração é uma das principais fontes para o crescimento populacional e mudanças culturais durante toda a história dos Estados Unidos, e sempre foi um fator determinante para a construção social, política e econômica do país.

Em números absolutos, os EUA possui a maior população de imigrantes no mundo, somando aproximadamente 50 milhões de pessoas, o que representa 19,1% dos 244 milhões de imigrantes pelo planeta, e constituem 14,4% da população estadunidense.

A imigração para os Estados Unidos sempre trouxe impactos benéficos para a economia do país. Além disso, os EUA apresentam os melhores índices de assimilação cultural de imigrantes de primeira ou segunda geração, quando comparado a outros países ocidentais.

A  HISTÓRIA DA IMIGRAÇÃO AMERICANA

No século XIX os Estados Unidos protagonizaram um movimento migratório nunca antes visto na História da humanidade. A conquista de novos territórios e a marcha para o Oeste estimularam a entrada de muitos milhões de imigrantes. Além disso, a Europa vivia um momento conturbado, marcado por diversas guerras, conflitos e pobreza. Uma quantidade enorme de pessoas cruzou o Oceano Atlântico para “ganhar a vida” nos Estados Unidos.

Inicialmente a maior quantidade de imigrantes nos EUA, obviamente, era de ingleses. Porém, especialmente entre 1890 e 1930, o país começou a ser povoado por imigrantes de outros países. Estima-se que mais de 30 milhões de novos imigrantes tenham chegado ao país neste período.

A nova onde de imigração incluía italianos (muitos dos quais situaram-se na região onde hoje fica Nova Iorque), alemães (especialmente na Pensilvânia), poloneses (com a maioria em Chicago) além de irlandeses, franceses, canadenses, espanhóis e imigrantes de muitas outras nações.

Praticamente na virada do século XIX para o século XX, outras imigrações menores chegaram de todos os cantos da Europa (como dos países nórdicos) e da Ásia, incluindo-se milhares de chineses, coreanos, filipinos e indianos.

No século XX, houve uma importante e gigantesca nova onda de imigrantes nos Estados Unidos, sendo a maioria deles pessoas que fugiram da Europa durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Muitos destes novos imigrantes possuíam um perfil extremamente qualificado. Eram médicos, cientistas, engenheiros, advogados… muitos dos quais posteriormente contribuíram com suas áreas de expertise em prol do mercado de trabalho e da economia americana.

No século XXI o tema imigração tem gerado calorosas discussões políticas e sociais na América. Muitas leis e novos tipos de vistos foram criados em prol dos imigrantes, assim como outras tantas leis removeram antigos privilégios e oportunidades para quem chega de outro país. No entanto, uma coisa é certa: Os EUA são e sempre serão uma nação de imigrantes.

O NOVO PERFIL DOS BRASILEIROS NA AMÉRICA

Entre os brasileiros, o desejo por morar nos EUA e conseguir o tão sonhado Green Card ganhou força a partir dos anos 80, época de grande ascensão econômica nos EUA e, ao mesmo tempo, de uma alta inflação sem precedentes no Brasil.

Segundo dados de 2018, do Itamaraty, cerca de um milhão e quatrocentos mil brasileiros moram nos EUA. Desses, cerca de 300 mil estão na Flórida. Apesar deste alto número, o Brasil está longe de ser o país que mais exporta imigrantes para os Estados Unidos. Quem ocupa as primeiras colocações são os chineses, indianos e mexicanos, com o Brasil ficando apenas com o décimo primeiro lugar.

Porém, é importante observar que, ao longo dos anos, o perfil do imigrante brasileiro foi se modificando. Se antes tínhamos um quadro onde muitas pessoas saiam do Brasil para trabalhar em subempregos, muitas vezes de maneira ilegal nos EUA, hoje temos um cenário onde cada vez mais brasileiros qualificados profissionalmente e academicamente decidem se mudar para a “terra das oportunidades”, em busca de uma vida com mais qualidade, segurança e estabilidade financeira.

O novo perfil do imigrante brasileiro na América reúne, em sua grande maioria, pessoas entre 35 a 50 anos, casadas, geralmente com filhos menores, graduados e com rendimentos anuais de aproximadamente US$70,000.

VENHA VOCÊ TAMBÉM VIVER O SONHO AMERICANO

Você se identificou com o perfil acima e também deseja fazer parte deste grupo de pessoas que decidiu viver o sonho americano? entre em contato com a AG Immigration.
Nosso departamento jurídico realiza uma avaliação gratuita de seu perfil e de suas possibilidades imigratórias. Para isso, basta acessar o seguinte link e preencher nosso formulário de avaliação: https://materiais.agimmigration.law/comece-a-tornar-realidade-seu-sonho-americano
Envie uma mensagem inbox para nossa equipe. Também estamos no WhatsApp +1 (407) 728-6033.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por dentro do Texas

Por dentro do Texas

Conheça um dos estados mais fascinantes dos EUA  ETIMOLOGIA E CURIOSIDADES O nome Texas deriva de “Tejas”, uma palavra indígena que significa "amigos”, e o apelido do estado é Lone Star State, por causa da estrela solitária que existe em sua bandeira. Entre as...

PANDEMIA AMPLIA DISTÂNCIA ECONÔMICA ENTRE BRASIL E EUA

PANDEMIA AMPLIA DISTÂNCIA ECONÔMICA ENTRE BRASIL E EUA

Crescimento inédito da economia americana contrasta com recessão e desemprego recorde no Brasil. O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos teve um crescimento inédito de 33,1% no terceiro trimestre de 2020, na comparação com o trimestre anterior. O número é do...

Conheça a Califórnia, o estado mais “dourado” dos EUA

Conheça a Califórnia, o estado mais “dourado” dos EUA

POPULAÇÃO A Califórnia está localizada na região dos estados do Pacífico. É o estado mais populoso dos Estados Unidos, com 37 253 956 habitantes, e é o terceiro em extensão territorial, superado apenas pelo Alasca e pelo Texas. Das 20 maiores cidades dos Estados...