A decisão de manter as fronteiras dos Estados Unidos fechadas para países como Brasil, Reino Unido, Irlanda e outras nações consideradas como grandes focos de contágio da covid-19 já acarretou um prejuízo de mais de 300 bilhões de dólares para a economia americana.

Embora a decisão do governo Biden de manter as fronteiras restritas com estes países esteja embasada pelas autoridades de saúde dos EUA, o novo presidente deve encontrar grande resistência por parte de setores vitais da sociedade Americana pela reabertura.

O portal Lex Latin ouviu a opinião do CEO da AG Immigration, Rodrigo Costa, sobre os próximos rumos desta discussão sobre a política de fronteiras nos EUA. Confira: https://bit.ly/3tkhGcK