Os Estados Unidos precisam de profissionais de TI

De acordo com o BLS (Bureau of Labor and Statistics), órgão do governo que avalia e classifica as condições do mercado de trabalho americano, desde a popularização da internet e da telefonia celular, nos anos 90, nunca houve uma escassez tão grande de profissionais de TI (Tecnologia da Informação) nos EUA como nos dias atuais.

A afirmação do BLS poderia soar contraditória, uma vez que o mercado americano de tecnologia registrou recordes de vendas e de contratações ao longo de 2019, mas é exatamente este sucesso que provocou a atual escassez de profissionais de TI. A quantidade de novas empresas, startups e negócios em geral relacionados a informática e tecnologia que surgiu nos últimos 10 anos, especialmente na região do Vale do Silício (Califórnia) resultou em um quadro curioso, onde existem mais vagas de trabalho disponíveis do que pessoas qualificadas para que estas vagas sejam preenchidas.

Assim como acontece com várias outras profissões, os Estados Unidos precisam recorrer ao talento de profissionais estrangeiros para atender demanda exigida pelo mercado de tecnologia da informação. Não por acaso, aproximadamente 35% dos profissionais de TI que atualmente trabalham em grandes empresas dos EUA, são provenientes da China, Índia e Japão.  E a tendência é que esta busca pelo “capital intelectual” de outros países intensifique-se ainda mais nos próximos anos.

No Brasil, houve nos últimos 15 anos um grande aumento no número de profissionais de TI, muitos deles com bacharelado completo e até mesmo com cursos de pós-graduação e MBA dentro da área. Neste mesmo período, aumentou consideravelmente a quantidade de grandes multinacionais americanas no Brasil, muitas das quais enviaram seus funcionários brasileiros para realizarem cursos de TI ou, em muitos casos, transferiram seus profissionais de TI do Brasil para os Estados Unidos, através da concessão do visto L-1, que permite a realização de trabalho temporário na América.

Esta experiência que os profissionais brasileiros de tecnologia da informação absorveram em anos recentes os tornam candidatos ideais para buscarem um emprego e o status de Residente Permanente Legal (portador de Green Card) nos Estados Unidos, contribuindo assim com o combate ao cenário atual de escassez de funcionários desta área. O que muitos profissionais de TI desconhecem é que existem vistos americanos específicos para tornar esse sonho uma realidade.

CONHEÇA OS VISTOS MAIS ADEQUADOS PARA PROFISSIONAIS DE TI

Embora muitos profissionais de TI consigam trabalhar temporariamente nos EUA com vistos não-imigrantes, como o H1-B ou o L-1, existem opções bem mais interessantes à longo prazo; trata-se dos vistos “EB” (employment-based), reservados para profissionais com destaque em suas carreiras e, dependendo da profissão, uma formação acadêmica superior. Na área de tecnologia da informação, o visto que na maioria das vezes mostra-se mais adequado é o EB-2 NIW.

Além de ser um visto que leva à concessão de um Green Card definitivo para morar nos EUA, O EB-2 NIW têm ainda a grande vantagem de não necessariamente exigir uma oferta de trabalho ou empregador nos EUA, sendo o solicitante avaliado somente com base em suas próprias qualificações e histórico.

Por se tratar de um visto que atende ao interesse nacional dos Estados Unidos (no caso dos profissionais de TI, para ajudar a resolver o problema da escassez de profissionais no país), o EB-NIW é uma excelente opção imigratória para aqueles que desejam progredir em suas carreiras no mercado de trabalho que oferece as melhores oportunidades em todo o mundo. Além disso, nenhuma das restrições aplicadas nos últimos anos pela atual administração dos Estados Unidos contra programas ou leis de imigração afetaram os vistos “EB”. Pelo contrário, o governo dos EUA continua incentivando a chegada de imigrantes qualificados através destes vistos.

Se você é profissional de TI e se identificou com o perfil descrito acima, nos envie seu currículo e venha conversar com nossa equipe. O departamento jurídico da AG fará uma análise gratuita de suas possibilidades imigratórias. Quem sabe o sonho do Green Card possa estar mais próximo do que você imagina? Conte conosco!

Para mais informações sobre os vistos EB-2 NIW, consulte o link abaixo do website oficial do Serviço de Imigração e Naturalização dos EUA (USCIS): https://bit.ly/3cAoaKH.

Baixe o ebook e conheça melhor a AG Immigration

Na AG, auxiliamos nossos clientes a descobrirem as muitas oportunidades de green card que existem nos EUA, especialmente para profissionais que possuem uma carreira bem-sucedida e que desejam morar e trabalhar legalmente na América, e para isso oferecemos uma consulta gratuita de suas possibilidades imigratórias.

Quer saber mais? Faça o download do e-book institucional da AG e descubra que o sonho americano é possível e bem menos complicado do que você imagina.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONHEÇA O VISTO E-2, PARA INVESTIMENTO NOS EUA

CONHEÇA O VISTO E-2, PARA INVESTIMENTO NOS EUA

Se você é empresário e deseja empreender nos EUA, o visto E-2 pode ser uma ótima alternativa O E-2 é um visto temporário da categoria não imigrante (ou seja, não concede o Green Card) para empresários que desejam vir aos EUA para investir uma quantia substancial e...

5 TENDENCIAS PARA IMIGRAÇÃO E VIAGENS PELO MUNDO NO PÓS-PANDEMIA

5 TENDENCIAS PARA IMIGRAÇÃO E VIAGENS PELO MUNDO NO PÓS-PANDEMIA

Novo normal chega com mais oportunidades para imigrantes, empresários e profissionais qualificados A pandemia da Covid-19 redefiniu os rumos do século XXI, e embora o mundo vá aos poucos se recuperando, seus efeitos ainda serão sentidos por muito tempo. Devido ao...

NOVAS OPORTUNIDADES PARA BRASILEIROS EM PORTUGAL 

NOVAS OPORTUNIDADES PARA BRASILEIROS EM PORTUGAL 

Governo português incentiva a compra de imóveis e chegada de empresários e profissionais de diversas áreas. A prefeitura de Lisboa lançou no início deste ano um plano milionário para atrair empreendedores digitais estrangeiros. É o “Lisboa’s Growth Program”, que visa...