Empresas abertas nos EUA

A Casa Branca divulgou na última quinta-feira (28/4) um relatório destacando o elevado ritmo no surgimento de novos negócios nos Estados Unidos. De acordo com os dados – que já haviam sido publicados pelo Censo no começo do ano –, o governo registrou 4,5 milhões de pedidos de abertura de empresas em 2021. O número é mais de 20% superior do que o anotado em qualquer outro ano.

Segundo a Casa Branca, o boom nos novos negócios nos EUA tem sido particularmente forte entre grupos socialmente desfavorecidos, em especial os latinos. “Em 2021, hispano-americanos iniciaram novos negócios na taxa mais rápida em mais de uma década e 23% mais rápido do que os níveis pré-pandêmicos”, afirmou o governo.

Ainda de acordo com o relatório, nos três primeiros trimestres de 2021, as empresas com menos de 50 funcionários foram responsáveis por gerar 1,9 milhão de empregos no país. Também é um número recorde.

A notícia é boa para os imigrantes, em grande parte compostos de nacionalidades hispânicas, reforçando o papel que eles têm no desenvolvimento socioeconômico dos EUA.

Um estudo de 2019, por exemplo, já havia identificado que, das 500 maiores companhias dos EUA, 45% eram empresas fundadas por imigrantes ou filhos de imigrantes. Já um outro estudo, desta vez de 2014, revelou que os imigrantes são 24,7% mais propensos a empreender nos Estados Unidos do que cidadãos nascidos no país.

Planos para criação de novos negócios

No relatório publicado pela Casa Branca, o presidente Joe Biden apontou um plano baseado em quatro pilares para impulsionar os pequenos negócios na América, a saber:

  1. Expandir acesso a capital.
  2. Realizar investimentos históricos para ajudar os pequenos negócios a usar recursos disponíveis.
  3. Destinar recursos federais para apoiar pequenos negócios.
  4. Reformar o código tributário de maneira a tornar os pequenos negócios mais competitivos.

Na estimativa do governo, os níveis recordes de novos negócios em 2021 devem aumentar a produtividade do país nos próximos anos.

“Os novos empreendedores contribuem significativamente para o crescimento da produtividade, uma vez que são mais produtivos do que empresas mais estabelecidas ou aquelas que cessaram atividade”, diz o relatório.

Saiba Mais: EUA REFORMAM PROGRAMA DE VISTOS EB-5

“Maior produtividade significa que a economia pode produzir – e consumir – mais bens e serviços para a mesma quantidade de trabalho, e é um determinante importante do padrão de vida de um país”.

Pesquisas também sugerem que empresas novas tendem a ter um crescimento mais elevado em produtividade durante seus primeiros 5-10 anos de existência.

Quer abrir uma empresa nos EUA?

Este é o melhor momento na história para quem deseja trabalhar ou investir nos EUA. Portanto, preencha o nosso formulário de avaliação gratuita e receba uma análise inicial sobre as suas possibilidades imigratórias. Assim, caso tenha o perfil para conseguir o green card ou outros vistos com os quais trabalhamos, agendaremos uma consulta (sem custos) para explicar como obtê-los.